ONLINE
28




Partilhe esta Página

S

ACITEL

s

sr

S 

AWEF

b

S

D

ds


AA em Telêmaco tem duas reuniões semanais
AA em Telêmaco tem duas reuniões semanais

Decida-se e procure parar de beber! Eles te recebem de braços abertos

 

2023-07-11 às 07:29:11) Ontem, a entrevista foi com os dirigentes do Grupo Renovação, de Alcoólicos Anônimos (AA), que se reúne todas as segundas e quintas-feiras, no antigo Centro de Promoção Humana, ao lado do Templo de Adoração, e da casa das Irmãs, na Rua Presidente Kennedy, a partir das 19:30 horas.

Seguindo o sétimo passo do AA, o diálogo fora em áudio e com três componentes da coordenação dos trabalhos, e sem a divulgação de seus nomes, primando pelo anonimato.

 

NEGAÇÃO EM SER ALCOÓLATRA

A doença da negação, citada por um dos componentes, é o fato de não admitir que precisa de ajuda, ou que é um alcoólatra. “Passei por todas as dificuldades, por todas as humilhações, e tudo aquilo que um ser humano não desejaria para ninguém, e cheguei a morrer para a vida, se tornando um morto-vivo”.

 

A FAMÍLIA É TODA AFETADA POR UM MEMBRO QUE BEBE

O alcoolismo é a doença da família, pois um alcoólatra na família, adoece a família toda. Um outro dirigente lembrou que existe outra irmandade que faz parte do AA, que é o Al-Anon, que é para o tratamento da família.

 

PARA O PRIMEIRO PASSO, VOCÊ NECESSITA DE AJUDA... PEÇA!

O primeiro passo é o admitir que é alcoólatra e pedir ajuda para alguém que encaminhe ao AA.

“Quando a gente começa a dar o primeiro passo, e não tem aquela segurança, a gente precisa de alguém para nos socorrer.  A confiança vem com o tempo, quando se fala naquele ente, que antes, era alcoólatra, e hoje está recuperado”.

 

AGRADECIMENTOS

Eles, unanimemente, fizeram agradecimentos ao padre Primo Aparecido Hipólito, pároco da Paróquia Redentorista Nossa Senhora de Fátima, e às irmãs da Santa Cruz, Rosa e Frida, por todo apoio dado ao AA. Também à radialista Fátima Ribeiro, que cede com muita alegria, 15 minutos nas segundas-feiras, a partir das 9:30, de seu programa na Rádio Capital do Papel, para esta importante causa.