ONLINE
10




Partilhe esta Página

C

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

D


A EMOÇÃO DE VOLTAR AO SEMINÁRIO DE P.GROSSA

Brasileiros e paraguaios visitam o local que moldou suas vidas e selam aquele solo no coração

2017-10-01 às 05:03:34) A visita às dependências do Seminário SSmo Redentor em Ponta Grossa, por parte de ex-seminaristas e vários deles, com suas esposas e também filhos, foi o momento culminante da programação de mais um ano do Encontro Internacional dos Ex-seminaristas Redentoristas que estudaram neste local, no Paraná.

Logo na chegada do ônibus às instalações da hoje Universidade Tecnológica Federal do Paraná, o coração bateu mais acelerado à todos. Muitos flashes foi a forma de eternizar esses momentos em que se retornavam ao local que os ajudou no processo já iniciado dentro de suas famílias, à formação de caráter e de um espirito diferenciado na comunidade ao qual hoje estão inseridos.

Uma abreviada celebração foi realizada no local que se conserva que é a capela. Por parte do hoje catarinense Mauro, uma versão do cântico Para onde Irei, mas adaptado à história da vivência no seminário, bem como o dia a dia lá vivenciado. O momento de se homenagear os seminaristas e padres deste contexto, já falecidos, um dos nomes foi do advogado Arnaldo Romão, que apelidado carinhosamente de Tibagi por parte dos amigos, era comparado ao Maradona e ao paraguaio Romerito, pelo grande craque que era no futebol no SSmo Redentor, bem como em todos os demais esportes.

O momento de cantar “Afonso Redentorista” foi um capítulo à parte. Lágrimas, emoção e um filme que voltava à mente de cada um, relembrando seu respectivo período passado naquelas instalações.

Já, no momento de se despedir, uma cena em especial chamou a atenção deste jornalista. Um dos paraguaios de forma emocionada tocou com uma das mãos o solo do portão de saída, onde percebia sua forma de agradecimento àquele local, que certamente norteou sua vida, e em todos os sentidos. Ele foi acompanhado pela sua filha, naquele momento.

Outro deles, também deu adeus ao prédio, na mesma visível forma de gratidão, e de quem deixava para trás um local, mas que esse, está cravado no coração dele, e pelo mesmo motivo acima exposto.

O padre Estevan, que trabalhou em Telêmaco Borba, registrou seu abraço à Comunidade Nossa Senhora Aparecida, e especialmente, ao Grupo de Jovens Jero. Ex-seminaristas de Telêmaco, como Wanderlei Gasques e Francisco Solak foram ouvidos pelo Oberekando.

 Agradecimentos à toda equipe do Hotel San Juan Executive, da Capital do Paraná, que possibilitou que esse encontro tivesse sede em suas dependências e num esforço de seus funcionários, auxiliou no conforto de todos os ex-seminaristas e seus familiares.

VOCÊ TERÁ ATÉ NA QUARTA-FEIRA, A ÍNTEGRA DE MATÉRIAS PREPARADAS DE FORMA ESPECIAL EM HOMENAGEM AO “Encontro Internacional de Ex-seminaristas Redentoristas”.