ONLINE
41




Partilhe esta Página

s

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Audiência Pública: Aterro sanitário regional
Audiência Pública: Aterro sanitário regional

Consórcio Caminhos do Tibagi convida população para saber mais sobre o empreendimento que vai auxiliar na gestão de resíduos sólidos dos sete municípios

 

FONTE: CONSÓRCIO

e

2018-04-18 às 17:39:59) A população de Telêmaco Borba, Imbaú, Ventania, Tamarana, Ortigueira, Reserva e Tibagi, municípios que compõem o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional Caminhos do Tibagi, vão receber um novo aterro sanitário. E para esclarecer todos os pontos sobre esse empreendimento, o consórcio irá realizar uma Audiência Pública no dia 26 de abril, às 19h, no centro de Convivência do idoso, em Imbaú.

A audiência pública é uma das fases do licenciamento ambiental do empreendimento para apresentar aos cidadãos o Estudo de Impacto Ambiental (EIA/Rima). “O evento é a oportunidade da população para questionar e entender como será o funcionamento e quais os benefícios para a região”, destacou o presidente do Consórcio, Ricardo Hornung.

O novo aterro sanitário será implantado no município de Imbaú, para operação de forma consorciada, ou seja, os sete municípios irão destinar os rejeitos coletados no mesmo local. Estima-se que serão destinadas 100 toneladas de rejeito, por dia, e se for operado conforme prevê o projeto, terá vida útil de 20 anos. O aterro sanitário irá gerar cerca de 30 vagas de emprego diretas, considerando a construção e funcionamento da unidade.

O empreendimento é resultado de uma parceria com Klabin – maior produtora e exportadora de papéis para embalagens – para a gestão dos resíduos sólidos gerados nos municípios que fazem parte do consórcio. A iniciativa faz parte do Plano de Ação Socioambiental desenvolvido pela empresa na implantação da unidade Puma da Klabin, em Ortigueira. Entre 2014 e 2016, a companhia realizou um estudo e diagnóstico da cadeia de resíduos sólidos a partir dele criou o Projeto de Resíduos sólidos que contempla o Consórcio Caminhos do Tibagi.

“Nesse diagnóstico identificamos que a gestão de resíduos sólidos é um ponto sensível na região. A partir disso, criamos um plano de ação para cada município e através do Projeto de Resíduos Sólidos, a Klabin atuou em diferentes frentes: desde a educação ambiental, realizando treinamentos com os professores das redes municipais, até a doação de equipamentos para as associações e cooperativas de catadores”, destacou o gerente de Sustentabilidade e Meio Ambiente da Klabin, Julio Cesar Batista Nogueira.

Para o aterro sanitário, a empresa é responsável pelo projeto e por todas as etapas do licenciamento, junto ao IAP (Instituto Ambiental do Paraná). A construção e operação será de responsabilidade do Consórcio e a expectativa é de que o empreendimento seja concluído em dezembro de 2018.

 

LEIA TAMBÉM:

RICARDO HORNUNG: RESERVA E CONSÓRCIO