ONLINE
8




Partilhe esta Página

D

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


AVTB: Um centro de referência no Vôlei
AVTB: Um centro de referência no Vôlei

Estrutura idealizada pelo professor Aldori conta com a Casa do Atleta e jogadora campeã sulamericana

we

03-03-2015 às 23:50:34) Consolidada coincidentemente em mais um avanço no dia da entrevista com a obtenção do CNJP, a Associação de Voleibol de Telêmaco Borba (AVTB) encampa um projeto independente de vôlei, e que nasceu da iniciativa do professor e técnico Aldori Gaudêncio Junior.

O projeto nesse ano já conseguiu avanços, e no ano passado, ainda em sua concepção, conquistou, tanto no masculino, como no feminino, o passaporte para disputar a Chave Ouro do Campeonato Paranaense. Além dos demais patrocinadores, o Colégio Positivo tem grande parcela de contribuição, por ceder bolsas de estudos ao atletas.

O técnico Rodrigo Dessbesell, que veio auxiliar a ação, disse que hoje são treze atletas masculinos e três femininas, que não são naturais de Telêmaco, residindo na Casa do Atleta. Entre as meninas, Rafaella Hahn Schneider, que muito brevemente estará completando 18 anos.

fd

Rafaela, ladeada pelos professores Rodrigo e Neri

A gaúcha, natural de Ijuí, tem em seu invejável currículo, o fato de ter sido a melhor atacante do Campeonato Sul-americano Mercosul, no Sub 18. As outras duas atletas são de São Pedro do Ivaí e Teixeira Soares. Já, os rapazes vieram dos estados do Maranhão, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, e São Paulo. Do Paraná: Figueira.

O professor Aldori informou que na equipe masculina, Guilherme é da seleção Gaúcha e fará jogo em breve, além de Renan, que também defende a seleção do Paraná. “Estamos entre os seis melhores do Estado e tanto masculino como feminino. Queremos disputar o título este ano!”.

O ideal de Aldori, já nasceu executando responsabilidade social. Hoje são 120 crianças, de 10 a 14 anos, de todas as classes sociais, que participam das escolinhas de vôlei, e logo que as aulas da rede estadual retornarem, serão vistas com o Núcleo Regional de Ensino, quatro escolas que receberão aulas de voleibol como contra turno. Os jogadores maiores de 18 anos irão prestar esse serviço e de forma totalmente gratuita.

Para manter as despesas tanto da Casa do Atleta, como do plantel, existe uma ação entre amigos, onde as empresas fazem as suas contribuições. “Começamos com duas equipes de 10 pessoas cada. Hoje temos 120 atletas. Esse resultado de crescimento reflete na hora que pedimos apoio!”

 

ALDORI GAUDÊNCIO JUNIOR

O idealizador do projeto que tem por objetivo o crescimento do vôlei em Telêmaco Borba, professor Aldori, que muito brevemente estará completando 28 anos de idade, nasceu em Figueira. Foi justamente o esporte que o fez sair da cidade natal já aos 14 anos de idade. Na época, ele disputava por Ibaiti, e numa competição, no ano de 1987, na cidade de Cafeara, foi convidado para jogar pelo Londrina. Começava ali sua bonita e vitoriosa história no voleibol, a ser escrita.

Depois disso ele jogou por Maringá, São Paulo e o próprio Londrina. Perguntado se já jogou o fervilhante Ginásio Chico Neto, de Maringá, eis a resposta que marcou o auge de sua carreira. “Já, e em 2012, contra o Chapecó e na final da Liga Nacional, onde infelizmente perdemos. Mas o Chico Neto ferveu!”, informou ele.

Depois de deixar as quadras como profissional, ele fez um curso na Confederação Brasileira de Voleibol, em Brusque (SC), onde na oportunidade foi escolhido entre os técnicos referência do Paraná. Sua chegada em Telêmaco Borba, no Colégio Positivo e a força que recebeu do técnico e professor Neri Mangoni, são destacados por ele, que também expressa gratidão total ao professor Keko, Telmo Nascimento, Poing e professor Ovídio, que pela prefeitura de Telêmaco Borba, jamais fecharam as portas às suas iniciativas. 

 

Leia Também:

COPA CIDADE DE VOLEIBOL 2014 DE TELEMACO BORBA