ONLINE
5




Partilhe esta Página

d

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


BRUNA SUELLEN: BATE PAPO COM A RAINHA DO MUNICÍPIO
BRUNA SUELLEN: BATE PAPO COM A RAINHA DO MUNICÍPIO

Eleita em 2014, Bruna destaca que é possível ser cristã e fashion

F

21-05-2015 às 20:06:53) Com 20 anos de idade, muitas experiências em apenas quase um ano! Assim está sendo a vida de Bruna Suellen dos Santos. Quando se inscreveu para representar o Jardim Bandeirantes na fase dos bairros do “Rainha do Município 2014” e conseguiu seguir em frente, tinha apenas o sonho, que era o mesmo de outras 26 amigas: participar é muito bom, mas se puder vencer, impossível não ficar feliz!

Nesta entrevista especial, a fotógrafa Bruna Suellen, que hoje trabalha no Jornal Folha da Cidade, a pedido, enfoca mais sua vida como jovem que consegue aliar a beleza e o não distanciamento com a fé.

Quando não bem trabalhado, esses dois pontos são conflitantes, mas, ela, evangélica da Assembleia de Deus, tem conseguido sim, fazer com que uma atribuição complemente a outra.

Ser a Rainha do Município, ela afirma que é uma experiência que levará para a vida toda, especialmente quando confessa que sempre teve vontade de participar desse mundo que pode ser considerado fashion! O termo se consolida ainda mais, pelo ramo de atividade que ela escolheu: tendo estudado fotografia, é corrida sua rotina por vezes, preparando books, ensaios, e trazendo para muitas outras adolescentes, ou mesmo mães em sua gravidez e tantas outras temáticas, o mundo mágico proporcionado pela fotografia.

d

Dos momentos que citou como marcantes até agora, na distribuição de brinquedos no Natal nos Bairros e em conjunto com a Braslumber, viu que ao se vestir como a Branca de Neve, diversas crianças a olhavam com o deslumbramento de que de fato ela fosse a personagem de Walt Disney. O melhor, no entanto, disse ela, foi poder estar com a população mais humilde. “Na verdade, sempre sonhei em ajudar as pessoas”, comentou com o sentimento de ter tocado seu coração com essa atitude.

SER CRISTÃ

se

O fato de ser cristã e ter optado por concorrer ao Rainha do Município, para ela, apenas reforça de que é mais que natural a vaidade (em um bom sentido) feminina, mas também, tem consciência que por essa opção, tem que tentar ao máximo, fazer a diferença em seu modo de vida, com suas ações.  Respondendo se quando vai ao culto, acontece de crianças e especialmente meninas a reconhecerem, disse que sempre é descoberta, especialmente quando vai visitar outras igrejas. “Várias delas querem tiras fotos, e outras, querem ter a certeza que sou eu mesma”.

Bruna contou com o apoio da família para participar do concurso. Dos pais, da irmã e também do namorado, que sempre a incentiva. Ciúmes? Ela disse que sim, “ele tem!”, mas nada que seja prejudicial.

Como é jovem e bonita - adjetivos tão óbvios, outra curiosidade quanto a Bruna era saber se quando chega pela primeira vez em um grupo de pessoas, e especialmente no momento de entretenimento, causa estranheza o fato de ela não ingerir bebida alcoólica e de ser declaradamente cristã e evangélica, sendo modelo de beleza e deter o título que tem: “Acham até bonito o fato de eu não beber”. Bruna concordou que acaba sendo também nesse sentido, um bom exemplo.

CONSELHO ÀS MENINAS... ÀS ADOLESCENTES

Outro ponto citado com a Rainha do Município foi quanto à certa prematuridade das meninas atualmente, em iniciar seus namoros, e especialmente, a forma possessiva e não rara, meio que violenta, sobretudo com que os rapazes tratam suas “paixões”.

Nas relações, as pessoas têm que se respeitar. Amar é confiar, e se existe isso, não há razão para se proibir de certas coisas e tentar controlá-la. “Não é preciso atingir o limite do outro, e viver sob pressão. A menina tem que ter amor próprio!”.  A resposta veio quando citado que hoje, muitas dessas mais respeitam aquilo que seus namorados ou paqueras “exigem”, do que aquilo que é normal se cobrar no seio da família, pelos pais. 

Numa situação exposta por esse site, á Bruna: Quando na paquera ou namoro de uma menina de, que hoje não é anormal, a partir até mesmo seus doze anos, o homem (menino) começar a fazer proibições incabíveis, seja de uso de determinadas roupas, de que se vá ter a vida de adolescente como passear em casa de parentes ou amigas, Bruna aconselha: “Devem parar e refletir se é isso mesmo que querem para sua vida. Se no namoro já está assim, como seria num casamento?”. A primeira resposta dela, no entanto, e a mais importante foi: “São muito novas e tem toda uma vida pela frente!”.

Por vezes, quando se tem um namoro com esse panorama possessivo, é normal, infelizmente, que em detrimento do “preservar essa relação, e esconder dos familiares os problemas”, muitas brigas e até mesmo corte de relações com os pais aconteçam: “É importante ter uma vida amorosa... amar uma pessoa, Mas caso seja machucada, sobretudo também psicologicamente, para onde é que se volta? Quem é o porto seguro? São os pais... é o colo da mãe!”. Ao citar esse aspecto, ela lembra que tendo hoje seus vinte anos, “quando era mais nova, eu até não concordava com meus pais no momento, mas agora somente entendo e tenho a mentalidade muito diferente”.

Agradecimentos do site Oberekando ao Jornal Folha da Cidade por permitir a realização dessa entrevista em horário de expediente. Ao proprietário Cleverson Damião, e a gerente Sandra, que diga-se de passagem, tem sido de essencial importância no dia-a-dia de nossa bela!

VEM AI O “RAINHA DO MUNICÍPIO 2015”

sd

Os agradecimentos de Bruna Suellen e o carinho mais que especial à Alana Karen Pereira, que é a coordenadora do evento Rainha do Município, tendo o apoio da Secretaria Geral de Gabinete, são efusivos. Alana é a assessora de Integração Comunitária, e o grande evento que se tornou o Rainha do Município se origina justamente entre os bairros, que elegem suas representantes, e que em seguida, aponta-se numa noite de gala, quem será a grande vencedora da noite. Aguardem que o Rainha do Município 2015 vem ai!

 

 VEJA BRUNA, DESDE SUA APRESENTAÇÃO NA IGREJA QUANDO BEBÊ AOS DIAS DE HOJE

W

 

-----

S

 

TESTEMUNHO DE BRUNA EM REDE SOCIAL, AQUI AUTORIZADO E TRANSCRITO NA ÍNTEGRA:

g

Acho que muitos de vocês não conhecem a minha história

Dos 10 aos 14 anos foi a fase mais difícil que passei, com fortes crises de enxaqueca que duravam cinco dias de dores constantes. Por falta de apetite cheguei a pesar 45 quilos, tendo 1,71 de altura.

Quanto mais o tempo passava, mais se agrava analgésicos já não faziam efeitos. Médicos não tinha uma explicação, uma causa pra aquilo. Aos poucos fui me afastando das pessoas ate perder a vida social. Não conseguia ficar em lugares com bastante gente, não conseguia ficar em sala de aula e passava mal quando ia estudar. Chegou um momento que me vi no fundo do poço não tinha animo pra nada: só queria ficar em casa sozinha e estudar ate decorar tudo. Me sentia vazia e solitária.

Noites e dias com dores, ate chegarem a conclusão que pelo fato de tanto sofrimento eu estava com síndrome de pânico e tinha crises de choro. Comecei fazer tratamento com psiquiatra e tomar remédios fortes que tornaram-me dependente. Com o uso deles me sentia melhor não tinha dor nenhuma.

Quando fiz 14 anos o medico não quis me receitar o remédio, fiquei muito nervosa eu precisava dele pra me sentir bem e normal. Mas fiz um proposito comigo e com Deus que não ia tomar nunca mais aquele remédio, que conseguiria ficar sem , ia me libertar daquilo e ter uma vida como a de todo mundo . Através de muitas orações da minha família e amigos, com muita força eu me recuperei.

Eu quero compartilhar isso com vocês, porque talvez algumas pessoas reclamam de problemas que se comparado ao das outras é pequeno. Pessoas que desejam a morte enquanto outras no fundo de uma cama dariam tudo pra ter uma vida. Pessoas que muitas vezes só vê o lado ruim da vida, deixam se levar pelos problemas e a vida vai passando e quando um dia se der conta será tarde.

Enquanto adolescentes da minha idade festavam , namoravam, bebiam, drogavam -se, curtiam a vida de suas formas, eu estava numa cama chorando e pedindo pra que Deus mudasse minha história , fizesse um milagre.

Mas mesmo assim eu não culpo Deus nem ninguém pelo que passei, tenho como uma experiência, algo que me fortaleceu ensinou a viver e dar valor em tudo.

Eu sabia que aquilo não seria eterno porque Deus tinha planos pra mim. Apesar de daquilo eu podia sentir ele mais perto de mim me consolando, dizendo estou aqui.

 

Não me envergonho disso, de mostrar quem eu era e quem Deus me tornou. Porque isso pode servir de experiência e motivação para muitas pessoas que passam pela mesma situação ou parecida.

Tudo que eu tenho a dizer é que sou grata a Deus por não ter me abandonado nunca. Pelas benção, pelas oportunidades, pessoas especiais que colocou na minha vida, pela minha família e amigos. Por coisas que eu pedi pra ELE e consegui. A misericórdia de Deus é tão grande , e nós somos tão fracos e pequenos que parece que não merecemos tamanho amor.

Que esse relato possa ser útil pra pessoas que precisam. Nunca desista de você mesmo tenha em mente que " quando o impossível se torna difícil Deus começa a agir , ELE abre sempre uma porta onde não a saída , o impossível faz acontecer..."

Coloque Deus em primeiro lugar na sua vida, faça dele sua fortaleza. Porque ele tem planos pra você, o que é pra ser seu nada e ninguém pode mudar .Por isso lute , busque o quer e precisa. Não deixe que coisa e pessoas façam você perder seu foco. Rompa seus limites e surpreenda-se. Você pode bem mais do que pensa o importante é se te faz bem e feliz.

Te agradeço por me libertar e salvar , por ter morrido em meu lugar te agradeço. Jesus te agradeço...

 

Leia Também:

A RAINHA É... BRUNA SUELLEN, DO JD BANDEIRANTES