ONLINE
13




Partilhe esta PŠgina

a

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

AWEF

swd

S 

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

sd


COPA E CONSTANTE:A alegria esplÍndida do mexicano
COPA E CONSTANTE:A alegria esplÍndida do mexicano

Ao vencerem a Alemanha, ganha evidência esse dom

s

2018-06-18 às 12:28:53) Um terremoto artificial foi detectado ontem na Cidade do México. Sabe-se que a cidade é vítima por vezes, de tristes abalos sísmicos, que mobilizam todo mundo em socorro a eles. Mas o motivo ontem, segundo os especialistas, foi outro: A comemoração em massa pela vitória de 1 a 0 diante da atual campeã da Copa, a Alemanha.

É normal partir dessa nação, um espírito de união entre os povos, e sempre sorrisos e peito aberto quando se trata de “empolgação”. Dois assuntos bastante controversos em geral, são justamente fatos que unem sobremaneira os mexicanos. Muito comum se dizer que em política, time e religião, melhor cada um respeitar o do próximo, sem interferência. É justamente no futebol e na fé, que esses se mostram ainda mais unidos.

Assim como imagens ao mundo todo se viram da alegria do México todo pelo jogo ganho, e logo sobre quem, também a mesma alegria e empolgação este jornalista teve o privilégio de detectar estando entre esse povo, na beatificação do então papa João Paulo II, em Roma. Era véspera de 1ª de Maio de 2011. O espírito dos mexicanos dava ânimo a todos que sabiam que a noite de garoa fina seria longa para que se esperasse o melhor lugar da Praça São Pedro, para se assistir a cerimônia presidida pelo papa “alemão”, Bento 16. O México foi o país que mais visitas recebeu de João Paulo II, foram 5 vezes e o Brasil, 3. Eles estavam retribuindo sua parcela de agradecimento, estando em peso na capital da Itália.

ALEMANHA: Mas os alemães também têm saldos mais que positivos. Mais que os 7 a 1, em Cabrália, na Bahia, onde ficaram, eles conquistaram a simpatia de toda uma cidade e sempre tinham uma relação de franca humildade com todos os moradores. Ao se despedir do Brasil, a Federação de Futebol alemã doou um cheque de 10 mil euros (cerca de R$ 30mil) para índios da tribo Pataxó e, pelo que jornalistas averiguaram, deu uma ajuda financeira para a aquisição de uma ambulância para a comunidade indígena e ainda fará doações por três anos para a Escola da Vila de Santo André.

Que nos perdoe o diretor jurídico do IDF, patrocinador e amigo do site Oberekando, o advogado Dr. André Coraiola, que com dupla cidadania é também alemão, mas nossa torcida pelo México é apenas relacionada ao “pesadelo 7 a 1”, porque no mais, o mundo sabe quão grande é o coração dos alemães, com obras de filantropia mundo afora.