ONLINE
6




Partilhe esta Página

D

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Crise? Quem? Aonde? Que palavra é essa? No Brasil?
Crise? Quem? Aonde? Que palavra é essa? No Brasil?

Crise? Quem? Aonde?  Que palavra é essa? No Brasil?

 

ARTIGO: EDIVALDO OBEREK

 

Imagine que você esteja, e espero que nunca, numa grande enrascada, e pra tentar escapar dela, contrata um advogado que te oriente a dizer que não sabe de nada, e em todos os momentos que você esteja citado publicamente com tal problema, você simplesmente desconverse e ainda, ousadamente, dê lições de moral de que a pessoa não deva cometer os ilícitos que você fez.

Ver Miguel Rosseto, secretário geral da presidência, ainda insistir a todo momento “que levando em consideração a manifestação popular, mas do dia 13”, foi desrespeitar o povo brasileiro ao máximo. Correto seria, ao tentarem se defender de algo indefensável, que percebessem quantas bandeiras partidárias tinham na manifestação “do 13” que assim fica melhor ser chamada, que no domingo, onde as bandeiras e cores do Brasil foram a tônica. Quando, usando um horário que é, inclusive, pago pelo meu, e pelo seu bolso, e caro, para anunciar que medidas de austeridade de combate à corrupção, seriam tomadas, faziam menção aos fatos que trouxeram o estopim, como se de nada soubessem. Falaram com pompa e autoridade, de que financiamento privado de campanha deve ser extirpado do mapa: É até hilário falar isso, depois de terem usado e abusado do poder para receber montantes para uma reeleição. Quero deixar bem claro aqui, que estou falando de uma presidente, e não de um partido. Não é minha culpa no entanto, se nesse exato momento, para efeito de texto, ela seja do 13, aqui citado.

Aumentos impensáveis e sofríveis no bolso de cada um. A farsa da proteção ao Fies. Deparei-me agora, com uma famosa atriz da plin plin fazendo publicidade explicativa das bandeiras nas tarifas de energia. Rouba-se a vontade, e se tem o descaramento de subir tarifas para sustentar quadrilheiros. Morar num país assim é degradante, mas pior ainda, é deixá-lo sem tentar fazer algo em prol de uma mudança. Morar no estado do Brasil, que tem a tarifa de pedágio, mais cara do MUNDO, é apenas pagar o pedágio sem reclamar na guarita, pois uma única coisa de bom eles fazem: dão empregos a um honesto pai e mãe de família em seu staff. É simplesmente revoltante.

Como pode, por exemplo, escutarmos de uma ouvidora da OI, quando se reclama do baixo sinal de internet: “Ainda estamos dentro da faixa, pois a Anatel nos permite ir na casa de 70% dessa baixa”. Conivência total, e no atual governo: ainda mais assinada embaixo. Saber que os RICAÇOS pegam financiamentos com o BNDES e a perder de vista e quanto quiser. Saber que o BNDES empresta altas cifras a países mundo a fora, e com as cláusulas que garantem ao órgão segredo nos detalhes da operação. Venha cá: dinheiro nosso ao exterior e o povo aqui morrendo de fome e ainda com cláusulas secretas? Particularmente não gosto de Cazuza, mas peço permissão para usar seu chavão: “Que país é este?”, tanto em relação à vergonha das discrepâncias sociais e roubalheira, como sim, até mesmo quais são na totalidade, esses países que são meus devedores, e eu não os conheço. Meus sim, porque é de meu dinheiro que eles estão usando, e sabe-se lá pra que! BNDES aqui citado porque em relação ao já mega-escândalo da Petrobrás, ele é, segundo se comenta, troco de bala de criança, em relação ao que se começa a desvendar no BNDES.

A atuação da Rede Globo é um vexame nacional. Ao citar as manifestações do dia 13, as fez como em todos os estados brasileiros e com multidões em alguns locais. Foi a manchete permanente do G1, que é o portal de notícias online da Globo. Ao citar a manifestação do dia 15, chegava a contar os participantes e descreveu com a alegria de quem havia ganho o prêmio da mais acumulada sena da história, de que num determinado lugar do Brasil, 500 e poucas pessoas protestavam no dia 15. Persistiu até onde deu durante todo dia falando MAL das manifestações populares do domingo. Teve que novamente “arriar” quando a noite, já mudava o tom, falando das multidões em todo Brasil. Essa mania da Globo já é conhecida. Fez até parte de um TCC meu na universidade, o emblemático momento em que se ocorria uma das maiores manifestações pelas Diretas Já, na Praça da Sé em São Paulo (no fim da ditadura), e a Globo, filmando o local numa inserção ao vivo, citou aquilo como parte dos festejos da cidade de São Paulo. Uma pouca vergonha! Quando ela viu que não tinha mais volta, ai falou, nas raras vezes que ainda deu tempo, do movimento!

Terrível e espero que um dos leitores ao menos, tenha observado, a forma voraz e perniciosa que a Globo correu atrás de ex-ministros e presidentes do Supremo, para que declarassem que o impeachment da atual presidente é impensável e inconstitucional. Incrível a lavagem cerebral que a Globo nos faz nesse momento. Estão entrevistando os maiores juristas, mas que falem a verdade da Plin Plin, para chamarem a todos que participaram das manifestações, de idiotas e palhaços. Pior: e não fazemos nada!

Por fim, de num país em que um grande sonegador... um ladrão de nosso dinheiro público, tem a prerrogativa de ficar calado num depoimento à justiça, e um pobre que comete um CRIME de roubar um pão numa padaria para matar a fome de inocentes filhos é encaixotado numa viatura de polícia, e ai sim, impedido de dar um piu sequer: o que esperar?

E sem querer fazer o artigo apenas para defesa própria, mas de um país onde se entra contra a Tim no Juizado Especial, como vítima, e acaba o processo você como réu..., como bandido!!!! O que se deve esperar de um país assim????

Antes de finalizar: foi vergonhoso ver nosso ministro da Justiça elogiando-se de que a presidência da República se alegra em poder dar ao povo o direito de livre manifestação nas ruas. E também de que se alegra pelo espírito democrático de direito sendo exercido. Num outro cenário isso seria louvável, mas não em um, como o atoleiro em que nos encontramos!