ONLINE
9




Partilhe esta Página

s

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


DRA. STEPHANYE: DEDICAÇÃO E DOCILIDADE
DRA. STEPHANYE: DEDICAÇÃO E DOCILIDADE

Ela é recém chegada à UBS do Socomin, e filha de família tradicional ortigueirense

sdv

O bairro Socomin vive um certo frisson e até casos engraçados em função de uma jovem medica, Stephanye Moraes Schneider, que chegou à Telêmaco e está lotada na Unidade Básica deste bairro. O site Oberekando quis conhecer melhor quem é ela, suas origens e seu diferencial que tanto tem chamada a atenção em termos profissionais.

Sua aparência, alegria e espontaneidade jamais evidenciam seus 28 anos, tal jovialidade. Esse fato certamente é o principal chamativo na cirurgiã geral, que até os 12 anos, ainda pensava em ser professora. Foi a partir daí que a curitibana, mas com toda vida e família em Ortigueira, focou em seu novo desejo: ser médica. Formou-se em 2011 pela Universidade Federal do Paraná. Trabalhou em seguida na cidade de onde a família é tradicional, e foi no meado de 2012 até 2014, fazer sua residência no Hospital das Clínicas, também na capital do Estado, na verdade, ligado à UFPR.

Sua trajetória teve uma breve passagem por Maringá. Curitiba e Ortigueira são marcantes, e Telêmaco sua nova casa. O dom de cativar já é próprio dela, que confidenciou: “Quando me formei, voltei embora para onde moram meus pais (Ortigueira). Ao deixar a cidade, para ir fazer residência médica, me fizeram chorar por uma semana, com tanta emoção. Eram mães que fizeram pré-natal comigo na época que cheguei, levando seus filhos para me entregar flores, e falando palavras tão lindas!”

Da popularidade conquistada em tão pouco tempo, ela diz que acaba se fazendo muitas amizades. “Houve o caso de um idoso que não era do bairro, mas que insistia em consultar comigo por ter escutado falar de mim. Tive que explicar que existia uma regra a ser cumprida e que eu atendia (como também atende) por vezes, também no Pam.”

dsf

O Brasil, segundo ela, tem muitos médicos considerados novos em termos de idade, porém são poucos os que vêm para o interior. O problema é a coragem para sair de um grande centro onde foi criado, e colocar em prática aquilo que se assimilou, nesse local. “Por vezes é necessário ter maturidade para manter essa decisão!”.

Seu público são mais crianças, mas disse também que quando atende as adolescentes, vê criado um clima de cumplicidade e abertura. Às vezes ela se vê até mesmo como confidente. O homem já é mais introspectivo. Idosos e gestantes também se cativam por ela.

Quando se recordou o juramento feito na hora da formatura em Medicina, e se é fácil o seguir a risca, Stephanye comentou que está, devido às condições gerais do País, mais difícil.  “A gente queria que fosse mais fácil. Se juramos, mesmo que se exija muito da gente, temos que seguir em frente se temos essa vocação!”.

Em Rede Social, carinho e gratidão declarados à dedicação de Stephanye

A sutileza e o carinho com que vivencia e pratica sua profissão são tamanhas, que foi possível via rede social, um depoimento no mínimo tocante, e até engraçado. Um menino, ainda criança, que tem medo estrondoso de jaleco, e isso, por se amedrontar com médico, que é priminho da doutora, teve sua mãe fazendo a declaração que somente agora, ao ver os recadinhos do face à prima, é que acreditou que de fato tinha uma prima médica. Stephanye logo trata de amenizar: “sempre o atendi sem que ele percebesse, mas como prima, e não como médica”.

Emocionante felicitação de aniversário de filha de um ex-paciente: “Felicidades que Deus te abençoe muito linda. Vejo vc como um anjo iluminada por Deus do qual tem um enorme carinho com seus pacientes. O qual presenciei quando cuidou de meu pai. Se hj ele fosse vivo tbm estaria aqui te desejando bênçãos  em sua vida assim como eu . FELICIDADES E MILHOES DE BêNÇÃOS NA TUA VIDA”

De amiga, por aniversário: “Parabéns Stephanye que Deus te abençoe e proteja sempre e que vc continue a ser essa profissional maravilhosa que é!!! Bjos muita saúde.”

Do Secretário Cláudio de Souza, quando da sua chegada à Telêmaco: “Quando eu estava como Gestor de Saúde em Ortigueira, tive o prazer de ter em meu quadro de médicos a Dra Stephanye Schneider por 7 meses, quando ela passou na prova para fazer residência em cirurgia geral. Na época ela disse, quando eu terminar a residência eu retorno para trabalhar com vc. Para minha felicidades no sábado ela entrou em contato comigo e disse, estou a disposição para o trabalho. O que mudou é que hoje eu não estou mais como Gestor de Saúde de Ortigueira. Mas na tarde de hoje a recebi no Gabinete da Secretaria de Saúde aqui em Telêmaco Borba e acertamos para que ela preste seus serviços na ESF do Bairro Socomim e também irá realizar plantões no PAM. Ganha muito a saúde pública de Telêmaco Borba com a excelente profissional que ela é. Seja bem vinda!!!”

 

Escute a entrevista completa com a doutora Stephanye