ONLINE
8




Partilhe esta Página

C

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

D


Emoção marca I Encontro Literário

Coordenado pela Divisão de Cultura, trouxe escritores de TB de diversas gerações

 s

2016-10-17 às 13:54:34) O I Encontro Literário com os escritores telêmacoborbenses foi recheado de emoção. Uma sugestão do radialista Orlando Galvão, e abraçada de pronto pela chefe de Cultura Municipal, Tereza Gonçalves, a noite de domingo no Anfiteatro do Centro Cultural Eloah Martins Quadrado reservou muitos agradecimentos dos talentos locais, a exemplo de como falou Lenir Andrade: “Achei que ninguém ía lembrar de nós e que ficaríamos como uma poeirinha na casa, mas alguém lembrou da gente!”, num olhar grato à Tereza.

O evento dedicado à Hellê Vellozo Fernandes, teve após a abertura por Tereza, a saudação aos escritores e expectadores, por parte de João Alfredo Netto. Professor que é o secretário municipal de Cultura. Esporte e Recreação, saudou aos docentes pela passagem do seu dia, ao lembrar que sem esses, seria impossível que existissem os escritores.

s

Ao iniciar a fala entre os homenageados, o radialista Orlando Galvão relembrou que em sua obra retratou a história do Rádio em Telêmaco e para isso fez o retrato momentâneo da área como um todo no País. Por sua vez, Dinizar Ribas de Carvalho, que e ex-prefeito de Telêmaco e jornalista, estando para essa noite com a esposa Guiomar, fez um retrospecto de vida ligada à Capital do Papel desde que começavam a serem vendidos os primeiros lotes da Cidade Nova, e quando vinha para cá, transmitir os jogos do Cama, que em 1951, chegava à elite do Futebol paranaense. Ele mudou-se de Curitiba para a hoje Telêmaco, em 1958.

s

O cineasta, escritor e tantos outros grandes atributos que possui em seu currículo, (Jornalista, ator e cineasta. Mestre e doutor. Brasileiro e Polaco. Nascido em Harmonia, Monte Alegre, no Paraná – CONFORME SEU PRÓPRIO PERFIL).Ulisses Iarochinski, trouxe a reflexão que é a sua inquietação e assim compartilhada com tantos telêmacoborbenses: o porquê ao município o nome de alguém que aqui nunca esteve, mas sim meramente por ser o filho da esposa do governador e o neto do presidente da Assembleia Legislativa à sua época, mas não de nossos avós, ou bisavós, que nem nome de rua aqui receberam como homenagem, mas sim, que aqui colocaram seus pés!

Iarochinski relembrou que seu pai era alfaiate na Harmonia, local em que fora, no dia 04 de agosto de 1961, assassinado. Ilustre telêmacoborbense, esse tem doutorado na Polônia, bem como Mestrado além de nesse país polaco, também na Suécia e Madri (Espanha). Aos 15 anos de idade, coube a ele substituir ninguém menos que Gomaarábica na rádio de Telêmaco. Daria o tempo a ele, ser o chefe do Departamento de Língua Portuguesa da Rádio e Televisão Holanda Internacional, em Amsterdã. CONFIRA O BLOG DELE, CLICLANDO AQUI! (http://iarochinski.blogspot.com.br/)

s

Ivete Iucksch Campos, Irmã Rose, Janaíne Cecília, João Vitor de Oliveira, Marcos Bahena: esse com mais de 50 obras - entre outros tantos de nosso escritores, lá estiveram.

s

-

s

Fragmentos das respectivas obras, à medida que esses eram chamados a se pronunciar, estrelaram, em belas interpretações pelos alunos do Grupo de Teatro Atitude.

 

Leia Também:

CONHEÇA AS VITÓRIAS DA AVTB E A PATROCINE VOCÊ TAMBÉM