ONLINE
7




Partilhe esta Página

ACITEL

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Empresários da carne querem assumir matadouro
Empresários da carne querem assumir matadouro

No empasse, vereador afirma que existe matéria que coloca local a venda

we

18-05-2015 às 21:34:03) Empresário do ramo de abate de carnes no município de Telêmaco Borba, Luiz Krol usou hoje, conforme autoriza o regimento interno da Câmara Municipal, a tribuna livre e expôs aos vereadores, ali representando a categoria, a situação deles com relação ao Decreto 21.878 da Prefeitura Municipal, que determinou pela suspensão das atividades do matadouro municipal.

A decisão, conforme o decreto, é justificada pelo andamento do processo licitatório para elaboração do projeto para renovação do contrato ambiental, pela necessidade da reforma da caldeira que não opera em plena capacidade, e por denúncia feita ao Ministério Público do trabalho de irregularidades lá apontadas.

Para Krol, no entanto, a planta de Telêmaco é uma das melhores da região. Mas uma das principais colocações, foi a de que um grupo ou associação ligada ao setor, incluindo-o,  tem interesse em assumir, em conjunto com a prefeitura, as responsabilidades pelo matadouro e voltar a pô-lo a funcionar. “Estamos tentando assumir, não para termos lucro, mas sim para que a população não tenha prejuízo”.

Hoje são entre oito a dez comerciantes ligados ao ramo da carne que levam seus animais para abate ou em Ivaí ou Pirai. Usavam o matadouro antes de seu fechamento momentâneo, de acordo com Krol, de 30 a 50 pessoas, entre eles, feirantes.

Entre as falas dos vereadores, Rubens Benck alertou que há matéria na Câmara que trata da venda do local. Por outro lado, Mário Cesar Marcondes disse que tudo o que puder ser resolvido entre o grupo que reivindica a reabertura do local, ou mesmo de assumi-lo, tem que ser feito antes que venha projeto de lei à Casa, pois após as decisões legais, o que for referendado será colocado em prática. “De positivo, existe a união da classe para assumir o matadouro”, concluiu ele.

Segundo Krol, entre o grupo formado, e aqueles que atuam na área da carne em Telêmaco, não há unanimidade, mas existe a união.

 

CLIQUE E LEIA AQUI O DECRETO 21.878, NA PÁGINA 5