ONLINE
10




Partilhe esta Página

sr

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


GEMA:NOITE MEMORÁVEL DOS 60 ANOS NO HARMONIA CLUBE

 EMOÇÃO PELA CAMINHADA, HONRA AOS FUNDADORES E ESPERANÇA NA NOVA GERAÇÃO

2017-11-05 às 13:59:18) A noite de sábado foi memorável ao GEMA - Grupo Escoteiro Monte Alegre, que tem a presidência de José Reinaldo Antunes Carneiro, sua vice, Seris Vosgerau, e Reni Mocelinn Sutil, como diretor técnico. Os 60 anos de atividades do terceiro mais longínquo grupo do Estado e o com maior marca ainda em atividade, se deu no Harmonia Clube, em Telêmaco Borba, num evento que lembrou os seus fundadores, a geração que construiu a história, e aqueles que hoje a continuam, com brilhantismo. Além de escoteiros de todas as categorias, também seus familiares se confraternizaram neste evento.

Das diversas autoridades do escotismo presentes, Orlando Alves de Lima Júnior, que é diretor do 41ª Distrito Escoteiro Campos Gerais.

Clubes de serviços e entidades prestigiaram a festividade, como o Lions Clube de Monte Alegre, o Rotary Clube de Telêmaco Borba, a Loja Maçônica Luz e Harmonia e a Guarda-Mirim.

Como primeiro princípio do escotismo sendo o “Dever para com Deus, pautado na adesão a princípios espirituais e vivencia ou busca da religião que os expresse, respeitando as demais religiões e credos”, aconteceu a benção ecumênica.

                  

DECORRENDO AO CERIMONIAL E AO HISTÓRICO, ASSIM FOI A CELEBRAÇÃO: 

HISTÓRICO: 

De acordo com o jornal o ¨Tibagi’ em sua edição de 11 de novembro de 1957, temos o seguinte registro:” De início eram apenas dez rapazes e dois membros do Lions Club de Monte Alegre, que em uma noite de setembro neste salão onde nos encontramos agora, lançavam a semente de um trabalho gigantesco, de alta significância para a mocidade montealegrense” e o escotismo do estado do Paraná.

Os dois leões a quem a matéria se refere eram: Francisco Riederer e o jovem Cléo de Assis: 

 

FRANCISCO RIDER, nascido em Viena, na Áustria em cinco de outubro de 1910. Bem jovem entrou para o escotismo e em 1938 teve que abandonar seu país para fugir do nazismo, que entre outras atrocidades sufocava o movimento escoteiro.  

Naturalizou-se brasileiro em 1946, retornando à Europa somente em 1968, quando fez questão de visitar seu antigo Grupo Escoteiro em Viena e conhecer a casa da Baden Powell em Londres. Também ajudou na criação do Grupo Escoteiro Medianeira. 

Atuou nas Indústrias Klabin de 1942 até 1970. Faleceu em Terezópolis em 03 de agosto de 1977.

 

CLÉO DE ASSIS  foi paranaense por acaso, já que Dona Guida e Sr. Assis moravam em Mafra, ou seja, em Santa Catarina, e foram ao hospital da cidade vizinha, Rio Negro no Paraná, para o nascimento do seu segundo filho, Cléo, no dia 11 de maio de 1927. 

Na adolescência, ganhou uma bolsa, o que possibilitou os seus estudos em Curitiba, pois, depois dele, vieram mais cinco irmãos e não era fácil, para seus pais criarem tantos filhos. 

Já em Curitiba, cursando a Universidade Federal do Paraná, como a bolsa não era assim tão boa, estudava na Biblioteca Pública e, como só tinha um terno, tinha de ficar de pijama na pensão enquanto seu terno era lavado. 

Quando foi fazer estágio na Klabin em “Monte Alegre”, no final da Faculdade, conheceu Sylma e, segundo ele mesmo, foi amor à primeira vista. Para sua alegria, foi convidado a trabalhar lá após o estágio. 

Ele aceitou, pretendendo ficar apenas uns dois ou três anos, mas acabou permanecendo por dezessete. 

Nesse tempo, em maio de 1954, se casou com Sylma, a quem acabou conquistando para o resto da vida, e tiveram dois filhos, Thelma e Cléo Jr., e mais tarde, três netas: Ursula, Nadhine e Nikole. 

Em Monte Alegre participava de várias outras atividades, praticava esportes, fazia parte do Lions Club e ao lado do Sr.Riederer, fundou o Grupo de escoteiros. 

 Como o seu amor por sua mulher, o amor pela empresa, também durou por toda a vida. Só saiu da Klabin para ajudar a implantar outra unidade do Grupo Klabin, a PCC, Papel e Celulose Catarinense, em Lages, onde trabalhou mais vinte anos. 

Voltou então para, agora, Telêmaco Borba para auxiliar a resolver problemas na fábrica, onde exerceu sua função até se aposentar, em 1995. 

Para todos nós ele não foi apenas pai, amigo ou chefe, foi acima de tudo um exemplo a ser seguido. 

Em 22 de abril de 1998, Cléo nos deixa todos órfãos: órfão de pai, órfão de avô, órfão de amigo e profissional competente e órfão de uma pessoa excepcional. 

Devemos destacar também a participação neste processo do Chefe Jairo de Souza do Grupo Escoteiro de Piraí do Sul que muito contribuiu para os primeiros passos do Grupo Escoteiro Monte Alegre. 

Do sonho desses homens e daquele grupo de rapazes estava lançada a semente do Grupo Escoteiro Monte Alegre e hoje sessenta anos depois,  neste mesmo salão estamos colhendo os frutos do trabalho árduo dos pioneiros. Com o compromisso de levar avante os princípios do escotismo e bandeira do Grupo Escoteiro Monte Alegre.

A mensagem do Sr Carlos Alberto Rider, filho de Francisco, veio através de mídia.

Senhora Sylma esposa de Cleo de Assis e demais familiares esteve presente e foi homenageada.

 

HOMENAGENS PÓSTUMAS:

Não morrem aqueles que em vida fizeram o bem aos seus semelhantes deixaram sua marca nos corações e mentes daqueles que com eles conviveram.  

Neste momento de extrema felicidade, não podemos nos furtar de lembrarmos daqueles que muito contribuíram para o Movimento Escoteiro do Estado do Paraná e em especial do Grupo Escoteiro Monte Alegre e que infelizmente não mais se encontram entre nós.  

  

CHEFE NIVALDO SASS

Nasceu em Jacarezinho em 07 de maio de 1942. Quando da fundação do Grupo 

Escoteiro Monte Alegre, lá estava o Nivaldo registrado na Tropa Sênior em 01 de novembro de  

Enquanto viveu o chefe Nivaldo esteve no movimento escoteiro, à frente do GEMA, tendo assumido também a diretoria distrital, na ocasião como comissário. 

Participou da criação de vários grupos escoteiros na região, sempre dando seu exemplo de como ser um verdadeiro escoteiro. 

Entre tantas conquistas, recebeu em 1964 da Comissão Executiva Nacional a Medalha de Valor Ouro, em 1992, Medalha de Gratidão Ouro, 1999, Medalha Cruz de São Jorge. Foi membro do 1º Grupo de Gilwell em Juiz de Fora/MG em 1984. 

Nivaldo Sáss é sempre lembrado como exemplo de chefe escoteiro, especialmente para o Grupo Escoteiro Monte Alegre. 

 

CHEFE VALTER LUIZ DA COSTA 

Natural de Niterói, nascido em 20 de janeiro de 1960, entrou pro Movimento Escoteiro como pai de apoio em 2004, Chefe da Tropa Escoteira de 2005 a 2014. Foi diretor técnico do Grupo Escoteiro Monte Alegre. 

Chefe Valter sempre contagiou a todos com sua alegria, dedicação e companheirismo. 

 

CHEFE JÚLIO CÂNDIDO DO PRADO

Nasceu em São José da Boa Vista, aos 15 anos transferiu-se com a família para Telêmaco Borba, quando ingressou nas indústrias Klabin, como office-boy. Serviu o exército brasileiro e retornou à Klabin, como escrituário, onde permaneceu por 30 anos. Desde que conheceu o movimento escoteiro tornou-se apaixonado pela causa de Baden Powell. Respirava o movimento, com mil ideias e histórias, fez diversas amizades, das quais sempre se referia com carinho e entusiasmo. Aprendeu e ensinou muito. Dedicou-se a causa escoteira com amor e orgulho. Sua felicidade para com o movimento escoteiro era bonita e contagiante. O escotismo sempre foi sua segunda família. 

Foram convidados os familiares dos Chefes Nivaldo, Valter e Júlio para receberem homenagem.

 

DIRETORIA ATUAL:

Como é de conhecimento de todos o Movimento Escoteiro é feito por homens e mulheres que voluntariamente se propõe a dedicar parte de seu tempo à causa. Convidamos à frente a atual diretoria do Grupo Escoteiro Monte Alegre.  

Diretor Presidente: José Reinaldo Antunes Carneiro 

Vice-Presidente: Seres Vosgerau 

Diretora Administrativo: Franciele Hawaus 

Diretor Financeiro: Edgar Luis Abati 

Diretor Técnico: Reni Mocelin Sutil 

Conselho Fiscal: Bruna Pontes Malinowski; Sidnei Pinheiro Junior e Edgar Luis Abati 

Suplentes do Conselho Fiscal: Harrisson Andreata de Moraes; Juliano Martins 

 

“A festa de hoje não é somente do Grupo Escoteiro Monte Alegre, é a festa de todos os escotistas do Paraná, pois não é só a história de um grupo que está sendo levada à frente, uma vez que o velho GEMA é o mais antigo Grupo Escoteiro do Paraná. Se os ideais de Baden Powell que se transformaram nos sonhos de Francisco Rider Cleo de Assis e daqueles 12 joven no longínquo ano de 1957, permanece vivo e vibrante graças a seus abnegados, chefes e escotistas.  

Por último, mas não em grau de importância, não poderíamos encerrar esta solenidade sem prestarmos a justa homenagem àqueles que são a razão da existência e da continuidade do Grupo Escoteiro Monte Alegre. 

Chamamos à frente

  • Chefe do Ramo Lobinho  oAquelá - Juliano Martins, a Baguera - Glauci Lima, KÁ -Sidnei Pinheiro Junior, o Balú - Marcelo Resende, Rátia - Lúcia Martins e sua Alcatéia.  (projetar no telão imagens atuais – música de fundo canção “Saudação à la vida” – Mercedes Sossa 
  • Os chefes do ramo  Escoteiro: Chefe Bruna Malinowski, Chefe Edgar LuisAbati e sua Tropa;  
  • Os chefes do ramo Sênior, HarissonAndretta de Moraes, Chefe Hudson, Chefe Dila de Moraes e sua Tropa;  

Diretor Técnico: Reni Sutil Mocelin.

O Lions Clube de Monte Alegre, pelas mãos da sua presidente, Maria Aparecida Sídor Coraiola e membros, homenageou ao GEMA e também foi homenageado. A cerimônia, que precedeu o jantar comemorativo, foi encerrada com a Palma Escoteira e a canção da despedida.