ONLINE
12




Partilhe esta Página

a

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Imbauense Amatuzzi diz não ser candidato
Imbauense Amatuzzi diz não ser candidato

Em rede social, escreveu que decisão teve sorriso de alívio entre os familiares

 RT

27-05-2015 ÀS 11:41:40) No dia de ontem, o imbauense Roberto Amatuzzi Franco, usou a rede social para uma notícia que deixou partidários decepcionados, certamente.

Com um destacado trabalho na direção da 210 Regional de Saúde, sediada em Telêmaco Borba, e independente do momento que se esteja passando a esfera estadual, goza de um relacionamento que traz fluência às necessidades de sua autarquia, ele esclareceu a todos que não pretende sair candidato nas próximas eleições, e que a decisão, no seio familiar, fora recebida com alegria. Na sua nota, ele coloca adjetivos comuns aos políticos, mas que na verdade, em muitos casos, esses, não significam planejamento estratégico e objetivos traçados.

Carismático, e dono de uma eloquência invejável, ele também tem sido aos municípios que atende, muito prestativo e sempre se colocado à disposição.  

 

Segue sua escrita: “Eu sei que ainda cedo, mas vou me adiantar. Tenho sido constantemente perguntado se serei candidato no ano que vem, até em pesquisas meu nome é citado. A resposta é definitiva: NÃO! Não por achar que seja demérito algum ser candidato ou político, até mesmo porque não me envergonho e não me omito em dizer que admiro e sou amigo de muitos e além disso já o fui. Mas em verdade porque não estou preparado para ser avaliado como um bom candidato se dou carona para quem está no ponto de ônibus, se ando com o vidro abaixado do carro, se bebo pinga no boteco da esquina, se ando com um sorriso artificial nos lábios automaticamente e se dou tapinha nas costas de desconhecido. Tenho opiniões firmes, confesso que nem sempre corretas, mas sempre honestas e bem intencionadas. Eu sei que ser "carismático" e "simpático" são qualidades importantes contudo não são ferramentas de planejamento estratégico, não traçam objetivos, não definem metas, não são enfim instrumentos de gestão e de melhora da qualidade de vida das pessoas. E foi para Gestão Pública que eu me preparei entretanto não desta forma que eu seria avaliado. Tenho a humildade de respeitar as pessoas com seus valores e não insistir em mudá-las, apenas aceitá-las. Em verdade aprendi que no máximo consigo mudar a mim mesmo, se bem que com muito esforço. Não é de forma alguma uma declaração de desistência da minha Imbaú querida (até porque não precisamos ter cargo eletivo para fazer alguma coisa de útil pela nossa cidade...)Ao tomar esta decisão não sei se deixei alguém triste, mas com certeza minha família sorriu aliviada...”

 

Leia Também:

Amatuzzi: Recondução à 21º Regional de Saúde de TB