ONLINE
6




Partilhe esta Página

DFF

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Inês Gagliotti: Ganhos impagáveis do Projeto Puma
Inês Gagliotti: Ganhos impagáveis do Projeto Puma

Artista plástica acrescenta em cultura a Telêmaco Borba

sd

28-01-2015 às 22:43:27) Taubateense de nascimento, com 57 anos, neste momento a artista plástica e professora Maria Inês de Oliveira Siqueira Gagliotti é telêmacoborbense. Ela acompanha seu esposo a trabalho na Capital do Papel. Arquiteto e engenheiro, Cid Gagliotti (75) trabalha na obra da nova Klabin.

Mais que ganhos econômicos, o Projeto Puma que é a nova unidade da Klabin em Ortigueira, traz contribuições impagáveis a Telêmaco Borba. Talentos em diversas áreas, os novos moradores, mesmo que neste momento tenham a pretensão de serem apenas temporários, deixarão suas marcas, como é o caso deste casal, na área cultural e artística. Até matrimonialmente, a arte está presente, pois Arquitetura e Artes Plásticas são áreas com parentesco de primeiro grau.

A professora

Formada em Educação Artística e Artes Plásticas pela Faculdade Belas Artes de São Paulo, Maria Inês tem 31 anos de Magistério, além de premiações na área de Artes. Quanto ao Magistério, lecionou para primário, presidiários, desenho mecânico aos trabalhadores da Volks, crianças de rua, idosos, viciados, adultos e portadores de deficiência física. Foi atuante tanto nas redes públicas municipal, estadual como particular, além do ensino universitário, como esse último, na Faculdade de Pindamonhangaba, também no Vale do Paraíba.

 

A artista

gf

Ter vindo justamente para uma cidade ligada ao papel, e ter seu esposo na construção de uma fábrica no setor, a rememorou ao curso: “A arte do papel e o papel da Arte”, e de quando fora aluna na capital carioca, da Escolinha de Arte do Brasil. Os conhecimentos lá adquiridos a tornaram professora, mesmo que voluntária, no retorno à terra natal. Isso a deixa atenta ao desenvolvimento de projetos aqui em Telêmaco. Além do trabalho em reciclável que tanto gosta, com o papel pode-se trabalhar os cinco sentidos, isso somado de uma gama de possibilidades onde essa matéria prima é indispensável.

A artista plástica já fez decoração de shopping em Taubaté, e venceu, com seus alunos da EMEFM Professor José Ezequiel de Souza, desta mesma cidade, um concurso da fábrica Alcan de Pindamonhangaba, da confecção de objetos de arte em alumínio. Junto aos seus alunos, onde cada um ganhou uma bicicleta 18 marchas e prêmios para a escola, na época foi construído o jogo da velha para pessoas com deficiência visual. Barreiras foram quebradas e potenciais mostrados também, quando em escola rural, de São Luiz do Paraitinga, ela e seus alunos, em conjunto com a disciplina de Língua Portuguesa, brilharam com trabalho sobre Osvaldo Cruz. Na oportunidade, o prêmio aos alunos fora justamente cédulas com a esfinge de Osvaldo, ou seja, as de 50 cruzados.

iyuç

Inês, que por diversas vezes trouxe o lúdico em seu dia a dia, como se trajar em vários gêneros, vê que no seu primeiro emprego, ajudando seus pais numa das mais famosas sorveterias de Taubaté, no passado, compreendeu a importância de se trabalhar as diferenças. Logo em seguida, ela se dedicaria a projetar móveis.

Companheiros do Rotary Clube de TB

tuty

Tendo já, participado como convidada, do Rotary Clube em Ilha Solteira, na divisa com MS onde seu esposo atuou profissionalmente, ela se viu em Telêmaco, já atualmente como companheira, reinserida de forma definitiva nesse clube de serviço, que marcou sua vida nos anos 70, quando ocupou a presidência do Interact (ala jovem do Rotary).

Ela lembra que numa visita de cortesia ao prefeito em seu gabinete, Luiz Carlos Gibson a apresentou Marcos Telles que logo em seguida, iria apresentá-los e apadrinhá-los nesse Clube, onde se juntaram ao relevante trabalho sob a presidência de Zeno Guralh.

Vídeos da despedida da professora, após tantos anos de dedicação, ainda podem ser vistos no Youtube. Sua participação em programas televisivos concedendo entrevistas, e o fato de ter tantos profissionais de renome e expoentes entre seus ex-alunos, como é o caso do atual prefeito de Taubaté, a deixam orgulhosa. Não raramente, chegam três gerações: avós, filhas e netas e se apresentam como ex-alunas. Assim como as mais de 800 cartas de alunos pela despedida em decorrência de sua aposentadoria, - carinhosamente guardadas -, por vezes sua memória é desafiada para se recordar dos milhares de alunos que já foram seus pupilos!

hty

Nesse sentido, ela conta abaixo, por exemplo, um fato em pleno voo, tempos atrás, que compensou, mais que qualquer maior valor, seu amor e sua entrega à arte e á sala de aula.

Entrevista ao Oberekando, com fatos emocionantes  na vida de Maria Inês

________________________________