ONLINE
10




Partilhe esta Página

s

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Letra de cântico adaptou-se à rotina no Seminário

MAURO: Autor estudou no Ssmo Redentor. Paranaense, é subtenente da Policia Ambiental de SC

2017-10-08 às 19:46:34) Participante ativo com seus familiares do 7º Encontro Internacional dos Seminaristas Redentoristas que estudaram no Santíssimo Redentor em Ponta Grossa, o hoje subtenente da Policia Ambiental catarinense Mauro nos traz no site Oberekando a letra do cântico adaptado, o “Tu me conheces” que já virou símbolo entre estes que são da Congregação ou que já participaram desta por algum tempo pois era entoado nas missas com especial ênfase, mas mostrando o dia-a-dia daqueles estudantes que frequentavam o local aonde hoje é a Universidade Federal Tecnológica do Paraná. Confira abaixo, sua adaptação com brilhantismo e certamente quando a letra era feita, com as lembranças que nunca saíram de sua memória daquilo que também o ajudou a moldá-lo enquanto pessoa de bem que já era e ainda se tornou mais, como esposo, pai, amigo e sempre Redentorista.

Outra homenagem seja feita aqui, aos sul-mato-grossenses que brindaram aos participantes do encontro com um calendário de 2018, tendo claro, o sempre presente no coração de todos, Seminário Ssmo Redentor, como ilustração.

 

A VIDA, AS LEMBRANÇAS E A INSPIRAÇÃO, ESCRITAS POR MAURO

Meu nome é Mauro Augusto da Silva, nasci no Município de Itaguajé-PR(Local da 1ª Redução Jesuítica no Brasil – Redução de Nossa Senhora de Loreto – 1610), no dia 09 de agosto do ano de 1969, sendo meus pais: Amarílio Calixto da Silva (In Memorian) e Jacira Rodriguês da Silva (84 anos).

s

(Da direita a para a esquerda, a mãe, o filho e a esposa de Mauro)

Fui para o Seminário do Santíssimo Redentor em Ponta Grossa- PR no ano de 1986 onde conclui o 3º ano do segundo grau, indo para Campo Grande-MS onde fiz faculdade de filosofia nos anos 1987 e 1988. Posteriormente com o fechamento do seminário maior em Campo Grande fomos transferidos para Curitiba em 1989, quando então sai do seminário.

Da minha turma de 1986 se formaram 05 (Cinco) padres, sendo um deles Bispo;

1-      Dom Henrique (Bispo de Dourados-MS);

2-      Padre José Airton (Pároco em Curitiba-PR);

3-      Padre José Cunha (Pároco em Veneza-Itália);

4-      Padre José Mateus (Pároco em Goiás-GO);

5-      Padre Odair Costa (Pároco em Campo Grande-MS).

Morei em Curitiba por cinco anos onde trabalhei na empresa Itapemirim/Penha incialmente como Despachante de Pista e depois como Emissor de Passagem e Encarregado de Turma. Fui transferido para Joinville-SC no ano de 1993, em razão de meu casamento com Edenilda da Silva (irmã do também ex-seminarista Edmilson conhecido como Risadinha), com a qual tenho um filho, Felipe Augusto da Silva (23 anos).

Em 1994 prestei concurso para a Polícia Militar do Estado de Santa Catarina, entrando para a história, pois frequentei uma das duas únicas escolas de formação de soldados voltadas para a atividade de policiamento ambiental. No Estado de Santa Catarina só existiram duas, uma em Florianópolis e outra em Joinville, da qual participei, sendo o primeiro colocado do curso.

No ano de 1996 prestei concurso para Sargento, frequentando por um ano o Curso de Formação de Sargentos no Centro de Ensino da Polícia Militar em Florianópolis, onde me formei em agosto de 1997.

Com exceção do ano que fiquei no curso de sargentos, todos os outros anos foram exercidos na Polícia Militar Ambiental, onde atualmente sou Subtenente.

Sou Bacharel e Licenciado em Geografia e Pós Graduado com Titulo de Especialização em Gestão Ambiental.

Sou casado com Adirléia Monteiro (também de Itaguajé) desde o ano de 2005 e temos um filho, Guilherme Augusto Monteiro da Silva (11 anos) e uma enteada que considero como filha Helena Carolyne Monteiro (19 anos).

O período que estive no seminário foi fundamental em minha formação espiritual, humana, intelectual e profissional. Serei eternamente grato por todo o aprendizado, toda a convivência, todas as experiências que me direcionaram para um bom caminho, um caminho fraterno.

A escolha para trabalhar na Policia Militar Ambiental, que tem como função principal a Proteção ao Meio Ambiente, é fruto da experiência vivida no seminário, pois considero a natureza como a maior expressão da criação Divina, ter como missão a sua proteção é um motivo de muito orgulho, pois amo de paixão minha profissão.

Em 2012 fui homenageado pela Polícia Militar Ambiental de SC, sendo batizada uma lancha com o nome de Itaguajé, cidade em que nasci.

Me recordo muito dos nossos formadores, mas um de uma maneira especial, Pe Miguel Ceschini (In Memoriam) o qual nos falava sempre: “Antes de vocês se tornarem padres, queremos que vocês se tornem bons homens, bons seres humanos”. Essas palavras me marcaram muito e me emociono sempre ao lembrá-las.

Estar participando desses encontros é como se estivesse ganhando um presente, o presente mais valioso já ganhado. Poder celebrar a amizade, a fraternidade, rever amigos e fazer novas amizades. Todos com a mesma história, ter vivido no Seminário do Santíssimo Redentor.

Aprendi a tocar violão no seminário e uma vez ou outra faço algumas composições. Já homenageei minha Mãe com uma música feita pra Ela quando completou 80 anos. No ano passado quando participei do VI Encontro em Cidade do Leste-Paraguai, comecei a pensar, porque não fazer uma composição que falasse da nossa rotina no seminário, uma rotina comum à todos, independentemente da época em que vivemos lá. Tive então essa inspiração Divina e fiquei super feliz em poder cantá-la com todos na capela do seminário no dia 30/09/2017, foi emocionante, teve um momento que engasguei e errei a nota de tanta emoção.

A letra foi adaptada para música “Tu Me Conheces” (Padre Jonas Abib), música que cantávamos muito nas missas na época do seminário.