ONLINE
5




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

s


Museu da Arte Indígena recebe o CCA de T.Borba
Museu da Arte Indígena recebe o CCA de T.Borba

Adolescentes foram até Curitiba

FONTE: PMTB

d

2017-05-11 às 04:35:34) Os integrantes do Centro de Convivência do Adolescente participaram no mês abril de uma Viagem Cultural ao MAI - Museu da Arte Indígena. Adolescentes em Curitiba, onde puderam visualizar arte plumária, arte cerâmica, mascaras ritualísticas, objetos e adornos bem como cestaria.

A viagem fez parte da semana de 17 a 20 e 24 a 28 de abril, em que o CCA abordou o tema Dia do Índio, celebrado no dia 19 de abril.

A proposta foi desconstruir estereótipos e preconceitos referentes aos povos indígenas.

De acordo com a coordenadora do CCA, Luciandréa Camargo, nesta visita foram trabalhados sobre três pilares: a desconstrução da imagem do indígena genérico, a ideia da cultura congelada e principalmente o conhecimento e valorização dos povos indígenas.

Trabalhou-se a música: Índios (Legião Urbana) e o documentário: Índios, os donos da terra, buscando junto aos adolescentes o diálogo e reflexão sobre a não generalização do "índio", bem como marcas importantes como vocabulário, gastronomia, artesanato, danças que fazem parte do nosso dia a dia, também os conflitos estabelecidos pela opressão, massacre por demarcação de terras.

Mas que existe esperança da perpetuação das tribos no Brasil devido aos diversos exemplos que temos que mesmo com a influência do entorno os índios não ficaram no passado, muitos por determinado tempo deixam suas comunidades, estudam, se formam médicos, professores, jornalistas e muitas outras profissões, e com muito orgulho retornam as suas origens para beneficiar, trabalhar em prol e divulgar a cultura indígena.

Em arte, objetivamos despertar nos adolescentes o respeito à cultura indígena através do artesanato, entendendo que o material é coletado da natureza sem a degradação da floresta, os adolescentes ao final puderam confeccionar pulseiras e colares.

No Projeto Religiosidade recebemos voluntario Alessandro que falou aos adolescentes sobre preconceitos dos portugueses ao chegar ao Brasil e a visão de homens como arvores que poderiam os beneficiar, bem como nos dias atuais onde devemos enxergar pessoas como pessoas e não como árvores, pensando somente os benefícios que as mesmas podem nos ofertar. Respeito ao índio, respeito ao homem, respeito a todos.

O CCA é coordenado pela Prefeitura por meio da Secretaria de Assistência Social e funciona atualmente nas dependências do Campus da UEPG, com 50 adolescentes de idade entre 12 a 18 anos.

 

LEIA TAMBÉM

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM SÓCIO TORCEDOR DA AVTB E PARTICIPE DAS VITÓRIAS DO VÔLEI DE TELÊMACO