ONLINE
11




Partilhe esta Página

DFF

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


O colégio público é o terceiro do Paraná
O colégio público é o terceiro do Paraná

Gama de cursos e anos de atuação são as marcas do Wolff de Telêmaco

wf

O terceiro maior do Paraná, que completou 57 anos de existência no dia 25 de março: Este é o Colégio Estadual Wolff Klabin, de Telêmaco Borba, que já teve quase 3500 alunos por ano, no passado, onde o número de escolas na cidade era muito menor e também as famílias tinham mais filhos. Com dois mil alunos hoje, sua diretora, professora Eni Ribeiro Tavares (63) faz uma verdadeira declaração de amor à instituição ao dizer que “dirigir o CEWK é esquecer o resto. É doar-se 24 horas por dia. É muito gratificante. Recebemos alunos dos quatro cantos da cidade e quando eles vem já sabem de nosso estilo!”.

Ofertando desde o Ensino Fundamental, de 5º à 8º séries, o Ensino Médio por Blocos, o Médio Inovador que envolve oficinas diferenciadas a exemplo de Informática e Literatura e que é aplicado em período contrário, outras áreas disponíveis são também Formação de Docentes, Técnico de Segurança do Trabalho e Técnico em Enfermagem, além do Centro de Línguas Estrangeiras Modernas, o Celem, com Inglês e Espanhol.

Outro curso, de suma importância, por oportunizar o servidor do Estado e que é aberto a todos que pertencem ao NRE de Telêmaco Borba, que abrange outros municípios de nossa circunvizinhança, é o Pró-Funcionário. Ele visa auxiliar na ascensão profissional dos colaboradores.

wolff

Sobre a interação entre os alunos, vendo-se a grandeza do colégio, tanto a diretora Eni como sua vice-diretora, professora Irene Bilik (39), dizem: “Os cursos diversos formam uma grande família. Já temos casos de muitos alunos que estão nas mais renomadas universidades do País e que não esquecem daqui, além de profissionais de sucesso, em todos os setores de atuação”. Os casos de alunos que ligam para agradecer já após muitos anos de terem estudado no colégio, mas pelo sucesso que vêm tendo em suas carreiras, não é algo raro. Confirmando o espírito da família CEWK, Eni avalia que o número de professores que são ex-alunos da “Casa”, entre os quase 200 docentes que atuam na Instituição, pode estar em 70% deles.

Ao finalizar a diretora enfatiza: “A partir do momento em que o aluno, professor e funcionário entra aqui, sempre será bem-vindo! Está sob nossa responsabilidade, onde todo mundo trabalha em prol da Educação.

O Colégio Estadual Wolff Klabin tem também como vice-diretora, a professora Zélia Maria Gomes Mesquita (55).

Entrevista - Professora Eni