ONLINE
5




Partilhe esta Página

ACITEL

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


“Pescar” da Braslumber forma mais 21 alunos
“Pescar” da Braslumber forma mais 21 alunos

Unidade de Telêmaco realizará cerimônia neste dia 19

FONTE: BRASLUMBER

F

12-11-2014 às 14:03:48) A Braslumber forma mais 21 alunos do Projeto Pescar, no dia 19 de novembro. A cerimônia de formatura acontece, às 20 horas, na área de Lazer da empresa, situada na Rodovia do Papel, no Km 19 do Distrito Industrial de Telêmaco Borba. Ao todo já foram formados 200 jovens e 45 alunos já trabalharam na empresa, sendo que os demais estão capacitados e disponíveis para empresas da região.

Durante nove meses, de segunda a sexta-feira, com carga horária de 900 horas, jovens em situação de vulnerabilidade social com idade entre 16 a 19 anos, e que estão cursando regularmente ou já concluíram o ensino médio, participaram do curso de Iniciação Profissional em Processos Industriais do Projeto Pescar da Braslumber. O objetivo é criar oportunidades reais de transformação na vida com uma nova visão educacional e com uma prática que priorize o resgate da cidadania e a formação das competências pessoais e profissionais dos alunos.

De acordo com Ana Paula Fernandes, articuladora do Projeto Pescar, o curso se divide em 40% técnico e 60% comportamental, com aulas no período da manhã ministradas por professores voluntários sobre o processo fabril, onde os alunos visualizam na prática como a madeira é trabalhada. No período da tarde, os jovens têm aulas de inglês, dança e informática. 

Durante o ano de 2014 os alunos do Projeto Pescar contaram com outras formações por meio de empresas parcerias como a escola Winners, que ofereceu curso de inglês. Curso de auxiliar administrativo ofertado pelo Senai, e de panificação ministrado pela Padaria Mais Ki Pão. Além dessas, a Sodexo ofereceu café da manhã e almoço aos alunos, e a Vinsa disponibilizou transporte gratuito.

Ana Paula conta que os jovens entram no Projeto sem perspectiva e com a autoestima muito baixa, mas saem transformados e entendendo que podem melhorar a sua condição social desde que busquem formação e se organizem. “Eles levam questões importantes para a vida como melhoria de cuidados com a higiene, saúde, meio ambiente, economia doméstica, com a autoestima elevada, confiantes e preparados para o mercado de trabalho”, conta a articuladora do Pescar.  Para a aluna Fernanda Rodrigues, de 18 anos, a mudança no seu comportamento em casa se deu a partir do Projeto Pescar. Ela vive com a mãe e o irmão mais novo e conta que antes de frequentar o projeto brigava muito e agora o relacionamento em casa melhorou. “Resolvemos as coisas conversando e agora eu tenho consciência do quanto é difícil para a minha mãe comprar as coisas, não apenas para mim, mas para ela e meu irmão”, fala. 

Ainda neste ano os alunos revitalizaram a horta do Projeto Pescar e desenvolveram noções de plantio, cultivo, trabalho em equipe e planejamento de tarefas definindo os respectivos responsáveis pelo cuidado com as hortaliças.

Para a orientadora do projeto Flávia Flores, os jovens vivenciaram o dia a dia no ambiente corporativo, aprenderam a trabalhar em equipe e a crescer com as mudanças. “Nós direcionamos vivências que agregam valor ao futuro e trouxemos informações do mercado de trabalho, dos vestibulares e dos cursos gratuitos”, ressalta Flávia. É o que confirma Jussara Tamires de Almeida, de 18 anos, que sonha em fazer faculdade de administração. “Decidi o curso que quero fazer aqui, através dos testes vocacionais e das vivências, e além de fazer faculdade, quero um emprego na área administrativa”, sonha.

Hoje a empresa Braslumber mantém de 20 a 25 alunos formados trabalhando na empresa. “Os que se destacam e tem um bom desempenho tem grandes chances de ser um futuro profissional da Braslumber”, acrescenta Ana Paula.

Durante o Projeto Pescar a empresa Braslumber ainda oferece aos jovens uniforme do projeto, material escolar e seguro de vida.

Onde tudo começou

A história do Projeto Pescar iniciou em 1976, através do empresário Geraldo Linck (1927-1998) que presenciou um menino assaltando um idoso e resolveu fazer algo para mudar aquela situação de violência. Linck abriu as portas da sua empresa para que 15 jovens em vulnerabilidade social aprendessem uma profissão. Hoje são mais de 142 empresas mantenedoras do Projeto Pescar (www.projetopescar.org.br) que já formaram ao todo 23 mil e 811 alunos.

 

Leia Também:

Entrega de maquinários e ”Pescar” no Devocional