ONLINE
6




Partilhe esta Página

sr

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Saúde faz mutirão para cadastramento em TB
Saúde faz mutirão para cadastramento em TB

Trabalho segue neste final de agosto

FONTE: PMTB

s

2017-08-25 às 10:16:49) A Secretaria Municipal de Saúde através dos agentes de saúde está realizando no mês de agosto um mutirão de cadastros dos munícipes no sistema de informação que exporta dados para o E-sus do Ministério da Saúde e fazendo o cartão SUS que é um instrumento de identificação de utilização nacional.

É importante que independente da família ter plano de saúde realize o cadastro, pois o SUS está presente em todos os atendimentos, como vacinas, atendimentos de urgência/emergência, tratamentos de alta complexidade como transplantes, na vigilância sanitária dos serviços que utilizamos diariamente, na vigilância epidemiológica dos agravos que podem acometer nossa comunidade, no controle de endemias, entre outros.

Neste cadastro é solicitado os documentos pessoais, RG, CPF, telefone, quantas pessoas possui na casa, questões socioeconômicas e situação de saúde, como por exemplo: se tem fumantes na família, acamados, entre outras perguntas relacionadas.

Através do cadastro é possível uma gestão mais adequada de recursos e ações.

O cadastramento começou o ano com 32.631 pessoas e até o presente momento foram feitos 47.952 cadastros. Há uma estimativa da população de 77.310 para 2017 pelo IBGE.

O objetivo fundamental do Cartão Nacional de Saúde e do cadastro é possibilitar à secretaria de saúde a identificação individualizada dos usuários.

O cadastro é um instrumento que possibilita a vinculação dos procedimentos executados no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) ao usuário, ao profissional que os realizou e também à unidade de saúde onde foram realizados. A partir do cadastramento e da emissão do cartão, será possível identificar o usuário em todos os seus contatos com o SUS e acompanhar a sua evolução dentro do Sistema, com efeitos na atenção individual e no planejamento das ações de saúde.

É uma estratégia para reestruturar as informações da saúde e está alinhada com a proposta mais geral de reestruturação dos Sistemas de Informação em Saúde, entendendo que a qualificação da gestão da informação é fundamental para ampliar a qualidade no atendimento à população. A estratégia faz referência ao processo de informatização qualificada do SUS em busca de um SUS eletrônico, inclusive com a utilização de prontuários eletrônicos que integram informações entre a rede de assistência, otimizando recursos.

O cadastramento consiste no processo por meio do qual são identificados os usuários do Sistema Único de Saúde e seus domicílios de residência.

Por meio do cadastro será possível a emissão do Cartão Nacional de Saúde para os usuários e a vinculação de cada usuário ao domicílio de residência, permitindo uma maior eficiência na realização das ações de natureza individual e coletiva desenvolvidas nas áreas de abrangência dos serviços de saúde.

O Cadastramento permite ainda a construção de um banco de dados para diagnóstico, avaliação, planejamento e programação das ações de saúde. A realização de um cadastramento domiciliar, aliado à possibilidade de manutenção dessa base cadastral atualizada, permitirá aos gestores do SUS a construção de políticas e uma gestão baseada em números reais.

 

LEIA TAMBÉM

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM SÓCIO TORCEDOR DA AVTB E PARTICIPE DAS VITÓRIAS DO VÔLEI DE TELÊMACO