ONLINE
14




Partilhe esta Página

ACITEL

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


T. Borba ganha seu primeiro escritor adolescente.
T. Borba ganha seu primeiro escritor adolescente.

João Vitor lança “Lágrimas de Estrela – Quando os contos de fada se tornam reais”, nesta sexta-feira na Casa da Cultura.

sddg

Ele seria apenas mais um aniversariante com seus 14 anos, neste domingo (05) não tivesse, ano passado, respondido ao seu pai, que presente de aniversário queria. Eis que João Vitor respondeu que seria publicar um livro. Desde ai, esse foi seu foco, de uma obra que teve início há três anos. “Comecei a escrever em 2011. Foi quando dei o play... quando a ideia floresceu!”.

Como surgiu o João Vitor escritor?

De raiz humilde e pai operário da Klabin, é detentor de uma verdadeira saga. Lançar um livro num país que não tem dado o valor necessário à literatura tem esse adjetivo, mas se barreiras existiram, foram vencidas em família, e também com o afinco de sua mãe. O esforço desse adolescente, de então 13 anos até a meia noite desse sábado (04), que cursa o oitavo ano, é algo corriqueiro. Já de cinco para seis, começou a ler. Aos oito anos, na mesma Casa da Cultura onde lançará sua obra, ele participou de uma apresentação, sendo aluno da Escola Costa e Silva, sobre os 100 anos da Imigração Japonesa no Brasil. Ele foi o único que leu um texto, por sua facilidade. “Naquela época a professora Mariazinha Coraiola deu o maior apoio para o começo de tudo no Costa e Silva. E também olhe a biblioteca de Telêmaco: uma das melhores que eu conheço no interior. Ele sempre vinha ler aqui”, disse também com orgulho o pai, João Batista Alves de Oliveira. Ele, que só soube da intenção de Vitor em publicar um livro e que ele estava escrevendo, quando veio à surpresa do pedido de aniversário (a publicação), no ano passado. Após isso, o material foi mandado para uma série de editoras e sem sucesso, até que surgiu a “Selo Jovem”.

Na obra, o estudante da Escola Anchieta na Vila Osório, em Telêmaco Borba, e que reside na Área II, explora a literatura fantástica, trazendo uma mescla inspirada com todas as ideias já vistas em contos de fadas.

Futuro literário

O jovem escritor está animado e convicto em ser essa, apenas a primeira das muitas das suas autorias. Ele já tem plano para o ano que vem, e pretende continuar na linha da fantasia, mas que traga também a realidade. Que mostre a realidade da cultura, não só brasileira, como telêmacoborbense e também do mundo.

Gratidão

gh

Vitor agradeceu aos apoiadores, e à Divisão de Cultura, que está dando todo suporte. Tereza Gonçalves, Mariazinha Coraiola, e a Escola Costa e Silva, onde tudo começou!  Ele aproveitou a oportunidade e estendeu o convite a todos, para as 16 horas dessa sexta-feira (03) estarem no lançamento de “Lágrimas de Estrela – Quando os contos de fada se tornam reais”, na Biblioteca da Casa da Cultura, em Telêmaco Borba.

Compra da Obra

O livro pode ser comprado diretamente com João Vitor, no lançamento solene na sexta-feira (03), e também pelo site da editora, www.selojovem.com.br.

 

PRIMEIRA RESENHA NA WEB

"Lágrimas de Estrela” é narrado por Annie Mcbeth, uma menina com uma vida normal ou, pelo menos, ela acha que tem uma vida normal. Ela vive em Alma, uma cidade semidesértica que fica no meio de um lugar totalmente desconhecido. Ela mora com os seus pais, Alice e Joseph, e Lilla, sua irmã mais nova. O seu pai é astrônomo e vive viajando para fora a procura de materiais para os seus estudos. Ou como mesmo a Annie diz: estudos confusos, porque ela mesmo é jovem demais para entender as coisas loucas que o pai estuda".

 

Leia Também:

TELÊMACOBORBENSE COM OBRA NA BIENAL DO LIVRO DE SP