ONLINE
8




Partilhe esta Página

DFF

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Vigilância exigirá autoclave em salões e estéticas
Vigilância exigirá autoclave em salões e estéticas

Medida visa esterilizar adequadamente equipamentos conforme regulamentação

 

07-05-2015 às 18:14:20) A Vigilância Sanitária - um braço do Departamento Municipal de Saúde, irá intensificar em Telêmaco Borba a fiscalização no cumprimento do que reza a Resolução SESA Nº 700/2013, não admitindo o funcionamento de salões de beleza, barbearias, empresas de depilações, estética facial e corporal, manicures, pedicures, podólogas e serviços afins, apenas com o uso de estufas, fornos elétricos e equipamentos à base de radiação ultravioleta para realizar a esterilização de materiais, como espátulas e alicates, dentre outros.

w

O alerta foi dado pelo fiscal da Vigilância em Telêmaco, João Valdeci Fontinelli (Jando). Será exigido sim, o uso, sobretudo do autoclave. Este equipamento tem como função esterilizar materiais através de calor úmido sob pressão em altas temperaturas, e utiliza corpo interno metálico, podendo estar disposto na forma horizontal ou vertical, vedado por uma tampa fechada hermeticamente, garantindo a pressão interior.

f

Além disso, outros itens no sentido de cuidados na área sanitária serão observados. Para quem ainda vai solicitar a liberação de funcionamento de salões ou empresas nesse ramo, sem esse equipamento, terá problema com a liberação do alvará, pois estar em acordo com a Vigilância é um dos requisitos para se conseguir esse documento.

Ele disse que é sabido dos custos do equipamento, mas o que se quer com essa medida é preservar não só a saúde da população cliente desses espaços, como sobretudo, dar maior credibilidade a esses salões ou empresas, perante seus fregueses. “Quem tiver querendo entrar no ramo, poderá fazer até mesmo um microcrédito no Banco Social”, lembra ele a todos os que já atuam na área, ou nela entrarão.

Clique aqui e confira na íntegra a Resolução SESA Nº 700/2013