ONLINE
11




Partilhe esta Página

ACITEL

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Acitel passa ao prefeito solicitações na segurança
Acitel passa ao prefeito solicitações na segurança

No encontro, um documento assinado por todos, foi entregue também à Câmara

we

Conclusão visível: “O Cense não está parado. Parou sim foi no Governo do Estado”.

17-04-2015 às 12:38:07) A Acitel – Associação Comercial e Empresarial de Telêmaco Borba, convocada pelo presidente Adriano  Degaspari Salvador, e com a sua diretoria, esteve com o prefeito Luiz Carlos Gibson e também com o presidente da Câmara Municipal de Telêmaco Borba, Mário Cesar Marcondes, em uma reunião que deu sequência a um primeiro encontro onde a instituição discutiu o tema Segurança pública. A primeira, no entanto, no dia 08 passado, foi propositalmente, sem a presença de agentes com mando político, para que fosse possível no dia de hoje, a entrega aos mesmos, das conclusões e um debate de como está se trabalhando essa problemática que assola o município.

O presidente da Associação expos novamente o que foi tratado no dia 08, do desejo e necessidade premente da guarda municipal, do batalhão da Polícia Militar, assim como a construção em Telêmaco, do Centro de Socioeducação (Cense) e da Casa de Semiliberdade, e pediu à Gibson essas medidas de forma imediata, dentro do possível e no que depender deles: prefeitura e câmara.

sa fe

Cesinha Marcondes disse que a Acitel é hoje, senão a principal, assim como a Maçonaria e outras entidades, o mais importante agente de transformação da sociedade, além de mais organizados. Na pauta, disse: “Antes a grande preocupação era com a saúde, e hoje, abrimos nossa casa e não se tem segurança!”. Ele lembrou também que a questão da instalação, tanto do Cense, como Casa de Semiliberdade chegaram ao processo de audiências públicas, e pararam no Governo do Estado. O primeiro iria abrigar 45 adolescentes de 12 a 18 anos, e estaria localizado nas proximidades do IFPR.  15 mil metros quadrados a área, com 3 mil construídos. O segundo, nas proximidades do Centro da Juventude. Na época, segundo ele, foi tratado que 50% das vagas seriam para Telêmaco. Outrora, já eram 18 os menores, e de alta periculosidade, que teriam que imediatamente ocupar o local. Cesar fez questão de salientar o empenho total para a chegada dessas duas casas para Telêmaco, do prefeito Luiz Carlos Gibson. O turbilhão de críticas de que Telêmaco receberia delinquentes de fora, foi à tônica da época, em redes sociais, segundo ele.

O prefeito Gibson falou que, se não fosse à dura ação das polícias Militar e Civil, infelizmente a situação estaria muito pior, lembrando a todos inclusive as operações com uso de helicópteros e diversos mandados de prisão expedidos e cumpridos. O jogo de responsabilidades de um para o outro é a maior dificuldade, citou ele, que já foi muitas vezes aos governos das esferas maiores cobrar pelo tema. Ele garantiu a implantação da guarda municipal para esse ano, mas citou de imediato, a instalação da central de monitoramento por câmaras. Serão aplicados 700 mil reais ano nessa ação. “O Cense está de pé e o batalhão está consolidado!”. Uma dificuldade em Telêmaco no passado era que os policiais pediam transferência e se desfalcada o efetivo: “Hoje não transferimos policiais. Nós trocamos!”. Ainda nesse sentido, segundo o prefeito, quando o policial é destacado para Telêmaco, o primeiro obstáculo encontrado para esse profissional que possa ter um salário entre 3 a 4 mil reais, é arcar com um aluguel que facilmente chega a 2 mil reais, quando não beira os 3. “Vamos ver em nossos programas de habitação se conseguimos adequar um número de moradias a esses policiais!” No geral, no que tange a segurança, o prefeito disse: “Não estamos parados, mas por questão política é que isso não vem!”.

asd

Ao final do encontro, foi assinado um termo por todos os associados que fazem parte da diretoria da Acitel, tendo exposto os tópicos da última reunião (08/04), bem como solicita providências dos poderes, de forma premente, nesse segmento. O documento teve quatro vias, onde duas delas foram, consecutivamente, entregues ao prefeito municipal e ao presidente da Câmara.

a

Adriano Salvador colocou ao prefeito de que Carlos Alberto Rodrigues foi escolhido para assumir a presidência do Conseg, e pediu sua posição, que assinalou com satisfação ao nome do empresário.

    

 

Leia Também:

Reunião na Acitel discutiu segurança em TB