ONLINE
9




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


AMADO PELAS CRIANÇAS EM TB: PADRE DONALD
AMADO PELAS CRIANÇAS EM TB: PADRE DONALD

Estimado por todos, o sacerdote falou ao Oberekando de sua vocação e da importância de Francisco na reaproximação EAU e Cuba

 g

2015-10-08 às 20:14:23) O padre Ronald Raymond Roth, redentorista que nasceu em sete de novembro de 1948 na cidade de Dubuque em Iowa, nos Estados Unidos, que há muitos anos trabalha em Telêmaco Borba, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, definitivamente tem ganho o coração das pessoas que o conhecem, seja com homilias, ou uma ímpar simpatia – fato esse que especialmente as crianças são testemunhas oculares. Lindo ver como elas o estimam e como isso é reciproco por parte deste.

Aquele que quando menino de oito anos, começou a ser coroinha, foi ordenado sacerdote em 1975. Saiu dos Estados Unidos em novembro de 1976, vindo para um mês em Curitiba e dois em Tibagi. Este tempo já pertinho de Telêmaco foi para seu aprendizado da língua portuguesa. Em seguida em Ponta Porã esteve por três anos, e mais um ano em Miranda. Foi para Ponta Grossa ao Seminário Menor Santíssimo Redentor (Atual Cefet e foi neste período, por um cerca de um ano - de um ano e meio - que este jornalista que os escreve lá esteve, que Pe. Donald era seu diretor), em 1981, onde permaneceu por três anos.

 

ESTADOS UNIDOS + CUBA + PAPA FRANCISCO

Como cidadão estadunidense, ele vê com alegria a reatação dos laços diplomáticos entre os dois países. Lembra-se de quando estudante da escola primária nos Estados Unidos, passarem os comboios de soldados – sejam próximos da escola ou mesmo de sua casa – “Da Flórida para Cuba são entre 160 a 190 Km”. Ainda na época de seu primário, a escola católica era num bairro de cubanos na cidade de Tampa, onde morou e tem seus familiares: Uma irmã e sobrinhos netos. “Então de um lado tinha a questão política, mas a gente conhecia as pessoas de lá, como crianças. Era um bairro muito bom. Tinha um restaurante muito bom!”

A influência positiva do papa Francisco para a reaproximação dos EUA com Cuba, e a visita do pontífice à ilha de Fidel  foi outro assunto tratado com o sacerdote, que alegou que Cuba sempre foi um país católico. “Se nós podemos voltar a tratar o país e o povo do país com mais justiça, isso é ótimo”, continuou ele: “Desde anos e anos atrás o papa Francisco está atrás disso, e não está fazendo pose. É ele! É isso que ele quer! O padre disse que o papa quer usufruir de sua posição de autoridade para fazer a diferença. “Na Argentina, quando ele usava trens e ônibus, mesmo pertencendo ao alto escalão da igreja, ele mostrava que a esta igreja estava preocupada com o povo e que eles têm a capacidade de uma vida melhor”.

 

ESCRITOR E PADRE MUITO ESTIMADO PELAS CRIANÇAS

fr

Outra forma de evangelizar é também sua obra “A misericórdia e o pecado – O amor redentor de Deus”. O livro, ao valor de cinco reais, que pode ser adquirido na secretaria da paróquia, dá ênfase à misericórdia de Deus, sob nossos pecados, e de que essa misericórdia nos leva esperança, enquanto que o medo de Deus nos faz paralisarmos. O padre também é professor de Teologia, onde aos paroquianos e interessados, seus encontros se dão às 19:30hr no Salão Paroquial todas as quartas-feiras. No momento o tema está sendo os Sacramentos.

O carinho recíproco recebido e dado às crianças é ponto marcante em Roth. “Uma pessoa que não se sente tocada por uma criança... por uma gargalhada de uma criança pequena, nos perguntamos o que ela está fazendo e o que ela está vivendo”. Categoricamente disse ele: “Se não conseguimos nos alegrar com isso (a alegria inocente e linda de uma criança), nosso coração está seco!”.

Ao chegar o dia às crianças dedicado, o site solicitou uma palavra especifica a elas, e ele foi de grande coração, ao lançar todas as bênçãos sobre esses seres tão especiais em nossas vidas. Assista a entrevista na íntegra.

 

 

Leia Também:

FAMILIARES E TELÊMACO BORBA COMEMORAM ANA LUÍZA