ONLINE
7




Partilhe esta Página

D

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Dia das Mães pra se recordar a Raiz

Aos seguidores do Oberekando, a licença para ver o passado, e assim, valorizar ainda mais o presente e o futuro

 s

2016-05-08 às 15:21:25) Um jornalista não pode fazer do veículo que representa, um informe familiar, onde o foco seja somente seus parentes e como se fala na gíria: “a sua galera”, mas deixar de agradecer minha tia Ercília Mattos (Tio Valdevino), irmã da minha mãe, assim como meus tios Miro (Tia Fátima), Laudelino (Tia Clara) e Joraci, (Tia Marta) que nos adotaram como seus filhos, a mim e aos meus irmãos, isso seria um desatino.

Há pouco mais de uma semana, o tio Miro foi até a Colónia Iapó, onde o acompanhei. Lá foi onde morou a mãe de minha mãe: Vó Otaviana – a Vó Tavica, casada com o Vô Onofre. Foi morando lá, que minha mãe conheceu meu pai, que também está no céu, meu querido Paulo Oberek. Esteve visitando a Colónia, meu irmão Jair Oberek.

Sem mais delongas, nesse vídeo, além da visita ao local, onde nossa família começou, uma homenagem à nova geração, quando Ana Beatriz Bezerra Mattos, filha de Edina e António, faz a oração do almoço, no aniversário dos 69 anos de tia Ercília (A avó, ao lado dela no vídeo). Carinho ao esposo, e esposas de tios e tia, que também nos adotaram como filhos! Nossa memória à tia Maria e à minha sempre querida mãe, Maria Nair Oberek!

Quero aproveitar esse espaço, agradecer as senhoras, que por onde passei, foram como que mães adotivas minhas: Em Pindamonhangaba: Fátima da Silva, em Jandaia do Sul: Regina Iate, Lourdes de Souza e Altidema – incluo em Jandaia: Lilian Oliveira. Em Telêmaco, infindáveis corações maternos. As minhas cunhadas, que tem esse papel de mãe com minhas sobrinhas e sobrinhos: Iolanda, Jocenice, Ivonete, Rosidete, e Márcia. Minha homenagem especial, se já nessas cidades que passei e na em que eu sou natural: todas as pessoas que tem ou tiveram em algum momento, carinho e cuidado por mim. Isso equivale às mães, que acessam o Oberekando, OBVIO! DEUS LHES PAGUE!

Rendo homenagem especial à minha irmã, única menina na família e gêmea comigo, a qual teve, por sua vida toda, uma devoção aos nossos pais, e nunca saiu do lado deles: a consideramos como uma Mãe.  “OBRIGADO EDIVANE OBEREK”!

 

Leia Também:

CONHEÇA E PATROCINE VOCÊ TAMBÉM A AVTB