ONLINE
9




Partilhe esta Página

D

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Festival de Matemática movimentou Marcelino

Professores comentam do evento e da importância desta ciência no cotidiano

 W

2017-09-02 às 13:30:12) A professora Fabiana de Oliveira Rosa, juntamente com Kelly Ribeiro, Izabel da Cruz Moreira, Genival António Silva, e Mônica Almeida de Barros Rodrigues foram responsáveis pelo Festival de Matemática, que ocorreu de forma mais latente no dia 24 passado, e que teve sua continuidade, no Colégio Estadual Dr. Marcelino Nogueira, localizado no Alto das Oliveiras, em Telêmaco Borba, e que tem a direção da professora Cintia Assueiro. 

Fabiana explicou que bem antes do dia 24, houve toda uma preparação a isso, como organização das atividades para que os alunos realmente participassem com interesse. Na verdade, desde abril. “Como se trabalharam com jogos nesse dia e atividades de competições, mas todos com foco matemático, a gente esteve envolvendo os alunos todo esse período, fazendo com que eles estivessem preocupados em aprender o que se estava trabalhando para que nesse dia tivessem a oportunidade de mostrar aquilo que eles aprenderam”. No período da manhã, com o professor Genivaldo, foi montado o tabuleiro, e a tarde, foi feito o jogo em sala, relacionado também ao tabuleiro. Segundo ela, foi procurado trabalhar a Matemática, de forma mais interessante, lúdica e agradável. Os diferentes jogos por turma, tiveram também o revezamento entre alunos e isso os fez motivados ainda mais nas atividades, “porque eles tinham que auxiliar os colegas”.

A professora Mônica colocou que fora interessante, sendo a única professora dos sextos anos no período da tarde, porque tendo aplicadas frações e multiplicações, foi-se visto a vontade que eles têm em trabalhar com os jogos. “Ficou uma maneira mais agradável a eles conseguirem entender o que era trabalhar com uma fração e o que que era um jogo de multiplicação”. Os alunos têm muita dificuldade em trabalhar com a tabuada e eles viram que os jogos trazem uma forma mais simples, fácil e divertida de se aprender.

Professor Genivaldo, também conhecido por Geninho, disse do certo receio às vezes dos alunos, pela disciplina de Física, onde existem as fórmulas, que é Matemática pura: “Quando eu pego e transformo um fenômeno físico em um cálculo matemático, eu tenho domínio sobre esse fenômeno, então a Matemática é importantíssima. Eu consigo melhorar as tecnologias através das fórmulas matemáticas. Ele disse que resume aos alunos o que é a Matemática, até para perderem o medo, como eles saberem a tabuada, e não somente a tabuada da multiplicação, mas da adição, subtração, e também da divisão, além das seis operações que ele considera de suma importância: Adição, subtração, multiplicação e divisão, mais a potenciação e radiciação. “E complementando a parte matemática, seriam as regras de sinais”. Uma observação dele é que a informática, que tanto influi na vida de todos, especialmente dos alunos, está baseada na Matemática, com a base binária.

A professora Izabel da Cruz Moreira disse que dentro desse projeto aproveitou para que os alunos captassem a imediata imaginação do raciocínio, e este, especialmente ativado devido o jogo do xadrez. O que ela procurou desenvolver foi a busca pelo raciocínio. A professora tem 32 anos a favor de serviços à Educação.

Kelly Ribeiro, que leciona Educação Física, explicou a importância da interdisciplinaridade e onde foi possível a junção com a Matemática neste projeto, tendo em vista que fora utilizado um jogo como principal ferramenta deste festival. “Na Educação Física existem vários conteúdos, dentre eles os jogos e as brincadeiras, que são, dentre as atividades que os alunos gostam, o que muito motiva a eles.” Dessa forma, em sua visão, isso vai se tornar mais significativo e fazer com que eles aprendam mais, e com o uso do lúdico, saem do ter que decorar. Ela agradeceu a todos os professores por incluir a Educação Física dentro do projeto.

“Matemática não é só a Matemática da escola. Ela é você tomar decisões”, lembrando dos cálculos necessários quando se faz uma programação financeira familiar, uma análise de taxa de juros ou descontos numa loja, dentre outros momentos, disse Fabiana.

Esses foram os professores de Matemática que marcaram a vida dos entrevistados, levando-se em consideração que alguns citaram diversos, mas aqui, somente um deles:

Fabiana de Oliveira Rosa: Rubens.

Kelly Ribeiro: Neide.

Izabel da Cruz Moreira: Ieda.

Genival António Silva: Janete.

Mônica Almeida de Barros Rodrigues: Maria de Lourdes.

s

Quem também respondeu a essa pergunta foi a diretora Cintia: “Professora Glacema Freitas, da maneira firme como ela trabalhava, mas que nos ensinou muito para nosso crescimento”.

 

LEIA TAMBÉM: