ONLINE
10




Partilhe esta Página

DFF

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


João Vitor S.de Oliveira fala de “A Família Mügle"
João Vitor S.de Oliveira fala de “A Família Mügle"

Escritor telêmacoborbense de 15 anos lançará seu segundo livro 

 S

2016-09-02 às 19:32:29) O Oberekando esteve na tarde desta sexta-feira, usufruindo do cenário do coreto, localizado na Praça da Casa da Cultura, para falar com um jovem escritor. João Vitor Silva de Oliveira, que nasceu em 05/10/2000, e após ter escrito seu primeiro livro, Lágrimas De Estrela - Quando Os Contos de fada se tornam reais, de 112 páginas, pela editora Selo Jovem, no dia 3 de outubro de 2014, vem agora com seu segundo trabalho.

 

A OBRA

“A Família Mügler” chega no final de outubro e já se tem o apoio cultural para o lançamento, que será da Acitel. Serão 249 páginas, ao valor de R$ 35,00 e deverá ser encontrada, assim como o primeiro trabalho, também na Livraria Preciosas Promessas, cuja parceria será novamente solicitada, além de todos os sites desta ramificação comercial. A Editora é a Multifoco.

 

A CRITICIDADE

No bate papo abaixo, João dá vários enfoques, como da sua criticidade, que fora ainda mais impulsionada quando aos 13 anos: “Tive uma professora maravilhosa – Regina Solak - e aprendi com ela em sala de aula que o ser-humano que não expressa sua opinião ... não tenta mudar o mundo, é um ser-humano que está conformado com a realidade”. Ele cita também outras professoras, como é o caso, quando ainda com 6 anos de idade, ia até a biblioteca e encontrava com a professora Maria Sidor Coraiola que o incentiva já, a ler. “Aos oito anos, na comemoração dos Cem Anos da Imigração Japonesa no Brasil, ela me colocou pra falar!”. Docentes, bem como suas respectivas escolas Costa e Silva, Manoel Ribas, Adventista e Anchieta; foram lembrados com gratidão por ele. Seus pais, também, desde cedo os ensinaram a lutar por aquilo que acreditava, mas sem nunca esquecer o respeito e perder a humildade.

 

A GRATIDÃO

A gratidão de João foi expressa, primeiro à sua família, a todos que o estão apoiando, como a Acitel, na pessoa do seu presidente Adriano Salvador, mas sem esquecer o começo de tudo, quando da primeira obra, que foi abraçada e apoiada por Tereza Gonçalves e professor Keko (João Alfredo Tibúrcio Netto), que da Cultura Municipal, lá foi lançada, e com brilho.

 

Leia Também: