ONLINE
8




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


SEGURANÇA: Reserva também teve audiência pública
SEGURANÇA: Reserva também teve audiência pública

A Câmara de vereadores, o prefeito Luizinho, e o comandante da PM encabeçaram o evento

FONTE: PMR

f

2015-10-24 às 09:53:38) Foi realizada no plenário da Câmara Municipal na tarde da ultima Terça- Feira, (20) audiência pública, para mais uma vez discutir a segurança da população reservense. O momento contou com a participação da população, representantes das Polícias Civil e Militar, Poder Judiciário e Poderes Executivo e Legislativo da cidade.

A audiência pública teve como finalidade debater a atual situação da segurança pública na cidade, e cobrar das autoridades mais segurança para o município.

Os trabalhos foram conduzidos pelo presidente da Câmara de Vereadores Ricardo Hornung. Também fizeram parte da mesa, o prefeito Luizinho Vosniak, o vice prefeito Germano Millarch Barbosa, o juiz Eduardo Pinheiro Viana, o major da Policia Militar (3º CIPM) Dirceu Kosloski, o delegado Thiago J. Whadyka, CMT DPM Reserva, Vilmar Ferreira, o presidente CONSEG Joao Lopes, o presidente Associação Comercial, Jairo Morais e o vereador Wilson de Holleben.

Para o prefeito Luizinho a população está amedrontada com os atos de violência, “nós não podemos permitir que a violência domine nossa cidade”.

O presidente da Câmara, Ricardo Hornung, destacou o compromisso dos vereadores, em busca de soluções para garantir a segurança no município.

Em sua fala o delegado Thiago J. Whadyka lamentou a falta de estrutura da delegacia, mas, garantiu que a polícia civil, mesmo com as dificuldades está operante no trabalho de investigação intuito de coibir as ações delituosas. Outro ponto destacado por ele é a parceria das polícias civil e militar que tem autuado em conjunto para conseguir melhores resultados.

Por sua vez o major Dirceu Kosloski reconheceu que a violência crescente em que atravessa todo o país, também afeta ao munícipio do interior . De acordo como major do (3º CIPM), a polícia militar também vem trabalhando para reduzir os índices de criminalidade, a corporação, mesmo com efetivo deficitário tem se empenhado, para garantir segurança à população. O militar também lamentou a legislação brasileira, segundo ele a legislação fraca e inoperante tem permitido que infratores continuem na prática de delitos.

 

Leia Também:

SEMIFINAIS: VÔLEI SUB19 DA AVTB SE PREPARA PARA A BATALHA - Matéria especial mostra procura por mais patrocinadores, aos já, ao menos quarto melhores do Paraná