ONLINE
2




Partilhe esta Página

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

D


Trabalho interssetorial combate violência familiar
Trabalho interssetorial combate violência familiar

Entre outras ações, Formação Continuada com Familiares de Alunos da Rede Municipal de Telêmaco Borba é mais um suporte nesse sentido

 

f

21-07-2015 às 22:54:31) Num bate-papo com o site Oberekando, o professor Celso Augusto de Souza - Secretário Municipal de Educação de Telêmaco Borba e Presidente da Undime/Pr  (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) e também com a assistente social Bibiana Maria Gil Copetti Santos, como Articuladora da Rede de Enfrentamento a Violência Contra a Mulher para Telêmaco Borba e Municípios Circunvizinhos , a ênfase ao programa de Formação Continuada para Familiares de Alunos da Rede Municipal de Ensino. Já passada a sexta edição, a iniciativa trata objetivamente sobre a Escola e Família – Diálogos Necessários. O programa acontece a cada dois meses na Casa da Cultura.

Bibiana, com um incansável trabalho na Rede, vê na união de secretarias, uma forma de se ter objetivos mais concretos, e esse é um exemplo de como se combater a violência em dois cernes da questão: na escola e na família. Os estudantes são os dissipadores das informações, quando não as próprias vítimas dessa violência, em seus lares.  O papel dos professores, da coordenação pedagógica e da escola como um todo é preponderante, seja com esclarecimentos ou a união dos familiares. “Pedimos a ajuda do prefeito Luiz Carlos Gibson e ele nos deu todo aval para trabalharmos.”

Ela apela para que se desperte na casa a compreensão. “Há um pacto de silêncio muito grande. É difícil se entrar na casa. Não se fala fora o que acontece ali”, explica Bibiana. Ao avaliar o trabalho da Rede de Combate à Violência Contra a Mulher, ela vê como de “formiguinha”, porém não se pode apenas apagar o fogo, e tem-se que ir mais fundo nas questões. Os secretários Celso,  da Educação e Cláudio de Souza, da Saúde e o prefeito Gibson, são pessoas corajosas por não estarem fazendo esse trabalho por voto, porque essa iniciativa é de política pública e os resultados se verão a longo prazo”. A articuladora comemora um aumento nas denúncias no ano passado, em 136%, e cita que para preservar as crianças vítimas, existem escutas qualificadas, evitando que elas fiquem expostas a narrar as suas agressões, por várias vezes.

O professor Celso elogiou esse trabalho e a parceria entre secretarias. O fato de estar a frente da Undime/Pr, inclusive, faz com que esse ato de Telêmaco; iniciativa talvez única de se reunir os familiares num grande auditório que é a Casa da Cultura, seja dissipado também nessa entidade. Outras iniciativas como a referência em Educação Infantil e a própria Formação Continuada ofertada pela Rede Municipal de Educação, já levam o nome da cidade a vários eventos, dentro e fora do Paraná. O professor lembrou ainda a satisfação que a coordenadora de Políticas para Mulheres, da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado do Paraná, Terezinha Ramos, teve, ao ver a envergadura do que se faz em Telêmaco nesse sentido quando esteve na semana passada na 1ª Reunião de Integração das Ações do Pacto Nacional do Enfrentamento a Violência Contra a Mulher, inclusive, selando as ações interssetorias, que se deu no auditório da Secretaria Municipal de Educação telêmacoborbense.

ASSISTA O BATE-PAPO NA ÍNTEGRA:

Leia Também:

EM TB: COORDENADORA DE POLÍTICAS PARA MULHERES 

LIMPEZA DE BUEIRO REVELA FALTA DE CIDADANIA 

15 ANOS, CRAQUE, SELEÇÃO BRASILEIRA, CENTRADA E COM UMA CARREIRA METEÓRICA E SEDIMENTADA NO VÔLEI, MILENA VILELA, DO CLUBE CURITIBANO, FALA AO OBEREKANDO  

MATÉRIA ESPECIAL: RARINE BETIM É A ENTREVISTADA DO OBEREKANDOAla do Multi-Força de Guarulhos, é referência do crescimento do Futsal de Telêmaco 

CAMPANHA DO LACRE, DO POSITIVO, ENVOLVE TELÊMACO